sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Você não precisa de um tênis especial para o seu tipo de pisada


Por Raquel Castanharo

A idéia geral era: corredor com pisada pronada precisa de um tênis para controle da pronação, com a pisada supinada um tênis para supinação, e os outros podem usar um tênis neutro mesmo. Até que em 2008 um grupo de cientistas começou a se questionar de onde tinha vindo essa história. Em que dados científicos as pessoas estavam se baseando para prescrever tênis de acordo com o tipo de pisada? E eles descobriram que até aquele ano não havia NENHUMA evidência científica de que um tênis específico traria algum benefício para os corredores. Não havia nenhum estudo que provasse tal teoria. Nada.
Após 2008 pelo menos três grandes pesquisas tentaram preencher essa lacuna e solucionar essa dúvida sobre tênis. Todas mostraram que um tênis específico para o tipo de pisada não diminuiu as lesões nos corredores. 

Então minha sugestão sobre tênis é simples: use um modelo que você ache confortável. O tênis é apenas um acessório. Não é ele que irá te proteger de lesões ou melhor sua performance. Para isso você deve cuidar de sua biomecânica da corrida e volume de treinamento 
Nesse vídeo eu explico as características de cada tipo de pisada e como elas influenciam em sua vida de corredor:



Pesquisas científicas citadas:
- Is your prescription of distance running shoes evidence based? British Journal of Sports and Medicine, 2008.

- The effect of three different levels of footwear stability on pain outcomes in women runners: a randomised control trial. British Journal of Sports and Medicine, 2009.

- Foot pronation is not associated with increasedinjury risk in novice runners wearing a neutral shoe:a 1-year prospective cohort study. British Journal of Sports and Medicine, 2013.

Feliz dia do esportista!



Parabéns para todos nós praticantes de algum esporte!

A data tem o objetivo de incentivar, conscientizar e homenagear a pratica do esporte, como meio para o desenvolvimento de uma vida muito mais saudável.
O exercício físico atrelado com uma dieta saudável é recomendado por todos os especialistas em saúde para manter uma boa qualidade de vida.
Aprender a trabalhar em equipe, concentração, paciência, cooperativismo e fortalecimento muscular são algumas das várias vantagens que a pratica do esporte garante para o ser humano, seja fisicamente ou mentalmente.

Origem do Dia do Esportista

O Dia do Esportista, originalmente, foi criado a partir da Lei nº 8.672, de 6 de Julho de 1993, conhecida como "Lei Zico". No artigo 54 constava que o dia 19 de fevereiro seria destinado como Dia do Esportista.
Lei nº 9.615, de 24 de março de 1998, conhecida popularmente por "Lei Pelé" ou "Lei do passe livre", revogou a Lei Zico, estabelecendo o dia 23 de junho como o Dia do Desporto, mesma data do Dia Mundial do Desporto Olímpico. No entanto, a população mantém a antiga data ainda hoje como o dia para comemorar a pratica do esportismo no Brasil.