sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

7 Mitos da Musculação - Mito 6

Nunca exercite um músculo dolorido.
Antes de matar a malhação, você deve determinar até que ponto seu músculo está dolorido. “Se incomoda ao toque ou se a sensibilidade limita a extensão do movimento, é melhor você dar a ele pelo menos mais um dia de descanso”, observa o dr. Alan Mikesky, diretor do Laboratório de Biomecânica da Universidade de Indiana (EUA).
Em casos menos graves, um “descanso ativo” com atividade aeróbica leve
e alongamento pode aliviar a sensação de desconforto.
O que o especialista aconselha: se você não sente dor ao toque e mantém toda a extensão do movimento, vá para a academia.
Comece com dez minutos de bicicleta e depois exercite o músculo dolorido realizando, no máximo, três séries de 10 a 15 repetições e usando peso que não seja superior a 30% do máximo que você suportaria.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

7 Mitos da Musculação - Mito 5

Se você aumentar a ingestão de proteínas, vai aumentar o tamanho de seus músculos.
Até certo ponto é verdade. Mas deixe de lado por um segundo os shakes que você tomava. É verdade que as proteínas estimulam
a construção dos músculos,“mas você não precisa de quantidades exorbitantes para atingir isso”, explica o dr. John Ivy, co-autor do livro Nutrient Timing (Nutriente na Hora Certa). Se você malha e consome mais de 2 gramas de proteína para cada quilo de seu peso, o excesso dessa substância será decomposto em aminoácidos e nitrogênio e, depois, expelido pelas fezes ou armazenado. Mas não na forma de músculo.
O que o especialista aconselha: o mais importanteé você consumir a proteína mantendo o equilíbrio entre ela e os carboidratos ingeridos. Tome um shake pós-malhação com três partes de carboidratos para uma parte de proteína. Faça outra refeição várias horas
depois e então inverta a razão no seu lanche, depois de mais algumas horas, ensina Ivy. “Isso vai manter alta a concentração de aminoácidos no seu sangue, o que faz com que a síntese protéica continue a acontecer por mais tempo.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

7 Mitos da Musculação - Mito 4

Exercício de cadeira extensora é mais seguro que o agachamento para o joelho. E cotonetes são perigosos quando você os enfia demais nos ouvidos. É tudo uma questão de saber o que você está fazendo. Estudo recente publicado na revista Medicine & Science in Sports & Exercise (EUA) revelou que exercício em que só uma articulação é ativada, como a cadeira extensora, pode ser mais perigoso que o que envolve múltiplas articulações, como o agachamento e o supino. Revelou ainda que a extensão das pernas ativa os quadríceps de forma independente. “A diferença de fração de segundos causa compressão desigual entre a rótula e o fêmur”, alerta a autora do estudo Anki Stensdotter. O que o especialista aconselha: “O quadríceps e a panturrilha controlam o joelho. A atividade muscular equilibrada é obtida com maior facilidade em exercícios que envolvem múltiplas articulações”, diz Anki. Para fazer agachamento seguro, mantenha as costas retas e abaixe o corpo até que suas coxas & quem paralelas ao chão (ou até onde você vai sem sentir dor nos joelhos). Tente agachamento frontal se perceber que está se inclinando para a frente. Mesmo sendo um exercício avançado, o peso sobre seus ombros ajuda a manter as costas eretas.

Por que eu engordo mesmo comendo tão pouco?

Aquele almoço suculento, cheio de tudo o que você mais gosta virou lenda já faz um bom tempo e nada da balança começar a reduzir. Muito pelo contrário, ela não faz nada além de aumentar o ponteiro e indicar um peso cada vez maior. Parece até perseguição ou início de loucura, mas a verdade é que cada prato a menos significa continuar engordando.
Segundo o endocrinologista e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes, Walter J. Minicucci, isso está longe de ser verdade. "Uma pessoa saudável emagrece quando passa a comer uma quantidade menor do que o necessário para manter seu peso, quando ela aumenta o gasto calórico ou quando combina as duas coisas", esclarece.

Minicucci salienta que pessoas com sobrepeso que procuram o auxílio de um spa para emagrecer comem uma quantidade muito menor do que estão acostumadas e, ainda assim, emagrecem. "Muitas vezes não temos a percepção correta do que comemos. Um exemplo é o tamanho dos pratos e copos que usamos. Se compararmos com 30 anos atrás, iremos ver que estão muito maiores", comenta.

Já a nutricionista Fernanda Pisciolaro acredita que uma redução brusca na quantidade de calorias ingeridas pela pessoa pode resultar numa baixa metabólica. "Quando há uma diminuição das calorias ingeridas, o metabolismo entra em déficit e se torna tão econômico ao ponto de consumir uma quantidade de calorias muito pequenas", explica. Assim, mesmo comendo menos por dia, a pessoa consome menos calorias, o que a faz engordar.

O adequado, nesse caso, seria uma redução máxima de 1.000cal do total gasto pela pessoa ao dia. Pode-se dizer que uma pessoa com sobrepeso gaste, em média, um valor referente ao seu peso atual vezes 35 (uma pessoa com 100kg gasta, em média, 3.500cal/dia).

Segundo Fernanda, dietas com redução drástica de calorias ingeridas simultâneas tendem a tornar cada vez mais complicada a perda de peso. "É como se o organismo se acostumasse, fica cada vez mais difícil emagrecer, porque a pessoa começa a não conseguir recuperar o gasto energético", finaliza.

Fonte: http://saude.terra.com.br/interna/0,,OI2160400-EI1501,00.html

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

7 Mitos da Musculação - Mito 3

Pesos livres são sempre melhores para malhar.
Nem sempre. Às vezes os aparelhos são melhores para a construção muscular – por exemplo, quando você precisa isolar músculos, depois de uma lesão, ou quando você é inexperiente para realizar um exercício com pesos livres.
O que o especialista aconselha: “Os principiantes verão benefícios nos aparelhos e nos pesos livres. Só com o tempo os pesos livres devem se tornar prioridade”, afirma o dr. Greg Haff, diretor do laboratório de pesquisa da Universidade Estadual de Wichita Falls, no Texas (EUA). Os exercícios com halteres imitam os movimentos atléticos e ativam mais massa muscular.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

7 Mitos da Musculação - Mito 2

Exercícos com bola suíssa são melhores para obter peito e ombros mais fortes. Não abandone o seu bom e velho banco para exercícios. Dizem alguns professores que as pessoas estão usando a bola porque elas são fracas. Você reduz o peso para fazer levantamento sobre uma bola e isso significa que você consegue menos resultado. O certo é então trabalhar peito e ombros numa superfície estável. Prefira a bola para malhar o abdome.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

7 Mitos da Musculação - Mito 1

Fazer exercícios de levantamento de peso incrivelmente devagar constrói músculos incrivelmente grandes. Levantar muito lentamente produz malhações superlongas – e isso é tudo. Pesquisadores da Universidade do Alabama (EUA) em uma pesquisa recente estudaram dois grupos de levantadores de peso em uma sessão de malhação de 29 minutos. Um grupo realizou os exercícios usando a fase concêntrica (movimento de contração da musculatura) em cinco segundos e a excêntrica (movimento de extensão da musculatura) em dez segundos. O outro, numa abordagem mais tradicional, levou um segundo para o movimento concêntrico e um segundo para o movimento excêntrico. O grupo mais rápido queimou 71% mais calorias e levantou 250% mais peso que os malhadores do treinamento SuperSlow. O que o especialista aconselha: “Os melhores ganhos em força são obtidos realizando a fase concêntrica o mais rapidamente possível”, diz o dr. Gary Hunter, principal autor do estudo. “Mas, na hora de abaixar o peso, faça-o mais lentamente e sob controle.” Existe maior potencial de crescimento durante a fase de extensão da musculatura (também chamada de fase negativa). Quando você abaixa com controle existe menos chance de lesão.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Infame 2

Como chama uma loira com metade do cerebro? R: Abençoada.

WELLNESS & FITNESS

Nos últimos anos, o fitness veio evoluindo para uma nova identidade em atividade física.
Fitness significa aptidão física, não relacionando somente à capacidade física, mas também os aspectos de equilíbrio corporal e espiritual. Deve-se preocupar em encontrar um equilíbrio entre dedicação e prazer, acreditar na busca de um bem estar para o corpo como um todo, não esquecendo da "saúde mental", que é o sistema de comando de emoções e ansiedades, originadas da vida agitada do homem moderno.
Nos dias de hoje, não se fala somente em resultados estéticos, quando o assunto é atividade física as pessoas já percebem a necessidade de fazer uma avaliação física para entender melhor sua composição corporal, diminuir o percentual de gordura, aumentar sua massa magra, identificar desvios posturais, ou seja, obter mais recursos para através do exercício alcançar uma vida mais saudável.
O fitness é um conceito que se inclui um outro conceito ainda maior que é o wellness, onde o praticante tem como objetivo, a saúde e o bem estar, o resultado estético vem como conseqüência desta filosofia de trabalho.
O trabalho é longo. Na verdade nunca termina, pois as circunstâncias se modificam a cada segundo.

Fonte: Prof. Eduardo Guimarães
http://www.25horas.com.br/fitness/personal.html

Nilceu Santos vence a Copa da República de Ciclismo

O paranaense Nilceu Santos foi o vencedor da 6ª Copa da República de Ciclismo, disputada neste domingo, na Praça da República, em Belo Horizonte (MG). A prova, com um percurso de 35km, reuniu mais de 30 ciclistas que percorreram o circuito de 2,2km.

A vitória veio com uma arrancada fulminante nos metros finais da última volta.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

6ª Copa da República de Ciclismo

O melhor do Ciclismo nacional de estrada, masculino e feminino, estará reunido em Belo Horizonte no dia 9 de dezembro. O motivo é a realização da sexta edição da Copa da República, uma das principais competições do país, válida pelo ranking da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e programada para um circuito de 2,2 km montado na Praça da Liberdade, no centro da capital mineira.
Os ciclistas percorrerão 35 km nesse circuito, um total de 16 voltas. A largada está prevista para as 9h30.
A última edição, realizada em janeiro, em Brasília, foi vencida pelo uruguaio Francisco Chamorro. A prova faz parte do Verão Espetacular da Rede Globo, que inclui uma série de eventos esportivos de natação, atletismo e Ciclismo, sendo que a Copa da República é a primeira competição da modalidade.
O vencedor da prova leva para casa o valor de R$3 mil.

Musculação

A musculação ou treinamento com pesos é um tipo de exercício resistido, com variáveis de carga, amplitude, tempo de contração e velocidade controláveis. Desse modo pode ser aplicada da forma isométrica (contração mantida), isocinética (com velocidade angular constante) ou isotônica (alternância de contrações concêntricas e excêntricas), contínua ou intervalada, leve, moderada ou intensa, com recursos aeróbios ou anaeróbios. Esta possibilidade de controle de tantas variáveis torna a musculação uma atividade física altamente versátil que pode ser praticada por pessoas de diversas idades para diferentes objetivos.

O treinamento com pesos se difere do fisiculturismo, levantamento de peso, powerlifting e strongman, que são esportes ao invés de formas de exercício. O treinamento com pesos, entretanto, geralmente faz parte do regime de treinamento dos atletas dessas modalidades.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Infame 1

Quando um homem abre a porta do carro para a sua mulher entrar, das duas uma: Ou a mulher é nova ou o carro é novo.

Os brindes também engordam

Na hora de celebrar é bom estar atento aos números.

Bebida Calorias (100ml)
Aguardente 231
Brandy 245
Cerveja 42
Champanhe 76,4
Conhaque 249
Rum 250
Saquê 134
Sherry 100
Tequila 220
Vermute 120
Vinho branco doce 153
Vinho branco seco 66,3
Vinho rose 71
Vinho tinto 72
Vodca 250
Uísque 250

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Você precisa de quê?

Alimentos devem ser escolhidos pelo sabor, pela cor, pelo cheiro e também pelo trabalho que fazem silenciosamente no organismo. Você sabe reconhecê-los?

REGULADORES: verduras, legumes e frutas, que contêm vitaminas, minerais e fibras, formam este grupo de alimentos. São necessários para todas as funções metabólicas, fortalecem o sistema imunológico, regulam a digestão e ajudam o bom funcionamento do intestino. Para que você consuma a quantidade certa diariamente, faça de seu prato um mapa colorido, já que a presença de determinadas vitaminas e substâncias antioxidantes pode ser sinalizada pelas cores dos vegetais. Alimentos vermelhos, como goiaba e melancia, têm licopeno, que previne o câncer de próstata; os verdes contém ferro, que afasta o risco de anemia; os laranjas e os amarelos, betacaroteno, bom para os olhos, e assim por diante.As fibras são indispensáveis na composição da dieta porque ajudam a reduzir o mau colesterol, prevenindo assim o aparecimento de doenças cardiovasculares, e a controlar os níveis de açúcar no sangue. As solúveis estão presentes em frutas (laranja, maçã), vegetais (cenoura), farelos de aveia e leguminosas. As insolúveis são encontradas em folhas cruas, grãos de cereais – como milho, soja e grão-de-bico – e frutas consumidas com casca, como maçã, pêra e ameixa. Esse tipo de fibra atua na prevenção de problemas corriqueiros, como a constipação intestinal, e de doenças graves, como o câncer colo-retal. Sugestão: inclua uma fonte de alimentos reguladores em cada refeição. Uma fruta no café da manhã e no lanche da tarde; saladas e legumes no vapor no almoço e no jantar.

CONSTRUTORES: carnes magras, frango, peixe, ovos (basicamente, a clara), leite e derivados contêm proteínas, responsáveis pela formação e renovação da pele, dos músculos e dos ossos. São esses tipos de alimentos que formam também os hormônios, as enzimas e os anticorpos. Atletas e esportistas precisam do dobro da quantidade de proteínas de um indivíduo sedentário. Então, são necessárias 130 g diárias para quem pesa 70 kg e faz musculação e cerca de 70 g diárias para quem não pratica atividade física.Sugestão: beba leite ou coma queijo branco no café da manhã e no lanche da tarde; inclua sempre carne, frango ou peixe no almoço e no jantar.
ENERGÉTICOS: massas e pães, ricos em carboidratos, são combustíveis eficientes para manter os músculos em funcionamento. Durante a atividade física, a reserva de carboidratos é usada como primeira fonte de energia. Assim, é importante ter um estoque disponível antes de se exercitar, repor o suprimento durante – caso o treino ultrapasse 60 minutos – e adicionar alto teor de carboidratos à refeição depois da atividade física, a fim de ajudar o corpo a se recuperar do desgaste. Os carboidratos simples, que proporcionam rápido aumento de energia, são os açúcares – encontrados no açúcar branco ou mascavo, no mel, nas frutas e no xarope de milho. Os carboidratos complexos, que liberam energia para o organismo por um período de tempo mais prolongado, estão nos amidos. Sugestão: inclua uma fonte de alimento energético em cada refeição. Pão ou cereal no café da manhã e no lanche da tarde; arroz, massa ou batata no almoço e no jantar.

DOIS AMIGOS E UMA INIMIGA: Você não enxerga essas substâncias, mas elas estão presentes, para o bem ou para o mal, nos vegetais e em muitos produtos industrializados à venda nos supermercados. Fique atento.

Elementos fitoquímicos: são substâncias presentes em frutas, folhas e legumes (fito, em grego, quer dizer planta) que não são consideradas nutrientes, como as vitaminas, mas que atuam como antioxidantes ou como “braços direitos” do sistema imunológico, ajudando a prevenir doenças. Principais fitoquímicos: compostos sulfurosos, encontrados em vegetais como alho, cebola, alho-poró e cebolinha; isoflavona, presente na soja; isocianatos, em vegetais como brócolis, couve-flor, couve-de-bruxelas, repolho, agrião, nabo e rabanete. Antioxidantes: estão em alimentos que contêm vitaminas C (frutas cítricas) e E (óleos vegetais) e betacaroteno (frutas e legumes amarelo-alaranjados).
Os antioxidantes neutralizam ou amenizam a ação dos radicais livres, que podem lesar as células e provocar de envelhecimento a câncer.
Gorduras trans: a vilã da vez ganhou o apelido de trans, que vem de transversa. É um tipo de gordura altamente prejudicial, porque adere às paredes das artérias formando placas de gordura, que levam ao infarto e ao acidente vascular cerebral (derrame). Estão presentes em sorvetes de massa, margarinas, tortas à base de massa podre, bolos prontos, salgadinhos tipo snacks e biscoitos. As redes de fast food vêm adotando o óleo de palma, um substituto da gordura hidrogenada, capaz de manter o aspecto crocante dos alimentos fritos sem aumentar o colesterol nem invadir o coração.

FIQUE DE OLHO NOS RÓTULOSOs produtos trazem na embalagem informações importantes para a sua saúde. Aprenda a decifrá-las.Valor energético: proveniente de carboidratos, proteínas e gorduras. No rótulo, aparece como kcal (quilocalorias) ou kJ (quilojoules). Dão uma pista de quanto você pode – ou deve – consumir. Uma porção de 30 g (quatro unidades) de biscoito, por exemplo, pode conter 153 kcal (igual a 643kJ).Gorduras totais: referem-se à soma das gorduras de origem animal e vegetal encontradas no produto. Quanto maior a quantidade de gramas, pior para você.Gorduras saturadas: altos índices de %VD (percentual de valores diários) apontam que aquele alimento tem grandes quantidades de gordura saturada.Gorduras trans: a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) diz que não se deve consumir mais que 2 g desse tipo de gordura por dia.Fibra alimentar: produtos com altos índices de %VD de fibra alimentar são os mais benéficos.Sódio: prefira os alimentos que têm baixos índices de %VD em sódio.

Fonte:Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)
disponível em http://menshealth.abril.com.br/nutricao/conteudo_240472.shtml

terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Alimentos funcionais

Dos primórdios da civilização onde o homem se alimentava do que encontrava na natureza até os dias atuais, muita coisa mudou. Hoje em dia, procuram-se alimentos que além de suas funções nutricionais, também possuam funções fisiológicas com ação na promoção de saúde e prevenção de doenças. Logo, a qualidade de vida está associada à qualidade da dieta que se consome, assim como ao estilo de vida.

Assim surgiram os alimentos funcionais ou nutracêuticos, uma nova concepção de alimento lançada pelo Japão na década de 80 através de um programa de governo que tinha como objetivo desenvolver alimentos saudáveis para uma população que envelhecia e apresentava uma grande expectativa de vida. Em 1991 os alimentos funcionais foram regulamentados com a denominação de "Foods for Specified Health Use" (FOSHU). Atualmente, 100 produtos estão licenciados como alimentos FOSHU no Japão. Nos Estados Unidos, a categoria de alimentos funcionais ainda não é reconhecida legalmente.

No Brasil, somente a partir de 1999, a regulamentação técnica para análise de novos alimentos e ingredientes, foi proposta e aprovada pela Vigilância Sanitária/MS.
A definição de Alimentos Funcionais pela ANVISA engloba duas alegações:
ALEGAÇÃO DE PROPRIEDADE FUNCIONAL: é aquela relativa ao papel metabólico ou fisiológico que o nutriente ou não nutriente tem no crescimento, desenvolvimento, manutenção e outras funções normais do organismo humano.
ALEGAÇÃO DE PROPRIEDADE DE SAÚDE: é aquela que afirma, sugere ou implica a existência da relação entre o alimento ou ingrediente com doença ou condição relacionada à saúde.

Deste modo, o alimento ou ingrediente que alegar propriedades funcionais ou de saúde pode além de funções nutricionais básicas, quando se tratar de nutriente, produzir efeitos metabólicos e fisiológicos e ou efeitos benéficos à saúde, devendo ser seguro para consumo sem supervisão médica.

Em 2005, a ANVISA revisou as alegações de propriedades funcionais e ou de saúde dos alimentos, de novos alimentos/ingredientes, substâncias bioativas e probióticos. Com esta revisão, alguns produtos deixaram de ter alegações e outros tiveram as suas alegações modificadas, com o intuito de aprimorar o entendimento dos consumidores quanto às propriedades destes alimentos.

Atualmente os alimentos liberados são: ácido graxo ômega 3, carotenóides (licopeno, luteína), fibras alimentares (betaglucana, frutooligossacarídeos, inulina, psyllium, quitosana, lactulose), fitoesteróis, probióticos e a proteína de soja.

É importante atinar para o fato de que tais substâncias, fisiologicamente ativas, devem estar presentes nos alimentos funcionais, em quantidades suficientes e adequadas, para produzir o efeito fisiológico desejado. Em outras palavras, não é suficiente que um determinado alimento contenha determinadas substâncias com propriedades funcionais fisiológicas, para que ele seja imediatamente classificado como funcional.

Fonte: Nutricionista Thereza Emed http://www.nutricaoclinica.com.br/content/view/729/16/

Não treine em jejum

Se o seu treino for pela manhã faça o desjejum antes e sempre inclua um alimento fonte de carboidrato nessa refeição como pão ou granola ou aveia. Já se o treino for à noite coma pelo menos 1 barra de cereal antes da atividade. Assim o seu desempenho não será comprometido e o seu treino irá render muito mais !!

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

2008 é amarelo e preto

A fusão de experiências produzidas pelo ano de 2008 atinge a Sala 1 do Inconsciente Humano, pois 2+0+0+8=10 e 1+0=1.
A Sala 1 contém nossas experiências ancestrais relativas ao surgimento da individualidade e ela traz no seu interior o Princípio Masculino no seu estado mais puro. Ela própria surgiu para acolher a primeira individualidade produzida, uma espécie de super-fermion criado pelo Big Bang, que deu origem ao nosso Universo. É a sala da solidão e que nos ensina a caçar para sobreviver.
Portanto 2008 é o ano da individualidade, do homem, da razão, do caçador e das sementes.
É uma época onde as sementes dos frutos que sonhamos colher deverão ser plantadas.
E os bem sucedidos serão aqueles que compreenderem que a individualidade e a razão são como a pimenta que na dose adequada é um tempero maravilhoso, mas que se usada em excesso queima interiormente, sufoca e, até, pode nos matar.
2008 será, também por detrás dos panos, o ano da mulher poderosa e caçadora, a união da Mulher com o Poder do Caçador, trazendo a tona a necessidade de que em todos os momentos o frágil e o poderoso estejam de mãos dadas.
As cores que para o Universo, e o Inconsciente Humano, representam qualquer tipo de Individualidade são todos os Tons de Amarelo, Ouro e Bronze.
E como a sua origem é o (2+8) ela poderá, e deverá, ser mesclada com todos os Tons Pastéis (provenientes da Sala 2), acrescidos de todos os Tons Escuros do Marrom ao Preto (provenientes da Sala 8).

Fonte: http://www.gilsonchveidoen.com.br/mantra2008.html

Para frente e avante

A caminhada nossa de cada dia, a mais democrática e querida das atividades físicas, ganha espaço na rotina de um número cada vez maior de não sedentários. O sucesso é fácil de explicar: apesar de simples e acessível, ela é poderosa, nos ajudando a emagrecer, a tornear o corpo, a tonificar os músculos, a melhorar nossa capacidade cardiovascular, diminuindo o risco de doenças do coração, e até a levantar o astral (graças às benditas endorfinas, uma substância produzida pelo organismo que é responsável pela sensação de bem-estar). Assim que dá o primeiro passo, você já está queimando gordura. “Durante os 10 minutos iniciais, 40% do combustível usado virá da gordura e 60% dos carboidratos. Em 30 minutos, essa porcentagem se inverte. A partir dos 40 minutos, a proporção de gordura utilizada é cada vez maior, até atingir cerca de 80% em uma hora de atividade”, explica Rogério Orban, professor de caminhada e corrida da academia Fórmula, em São Paulo (SP). Se andar é uma atividade campeã na queima de gordura, não deixa a desejar quanto à tonificação dos músculos, principalmente das pernas, dos glúteos e do abdômen. “Trabalhando com recursos como mudança de velocidade e terrenos com subidas ou elevação na esteira, provocamos o estímulo dessa musculatura. É óbvio que o resultado não vai ser tão poderoso quanto o da musculação, mas é suficiente para melhorar a tonicidade”, diz Rogério, que também é coordenador da Performance Assessoria Esportiva, empresa paulistana especializada em treinamento de corrida. Para caminhar, basta querer e investir em um bom par de tênis. Mesmo exigindo menos da musculatura e das articulações que a corrida, ela pede um calçado com características específicas, como ótima absorção de impacto, flexibilidade, leveza e resistência. Levando em conta a versatilidade da caminhada, o professor criou quatro planos, cada um atendendo uma finalidade específica: definição das pernas, enrijecimento do bumbum, tonificação do abdômen e perda de gordura corporal. Escolha o seu e pé na estrada.

Fonte: http://boaforma.abril.ig.com.br/edicoes/188/fechado/Fitness/conteudo_64.shtml

Como Emagrecer Rápido

Emagrecer rapidamente é um desejo presente na lista de todo mundo que não foi agraciado com aquele corpinho perfeito. Dicas e receitas de como emagrecer rápido são criadas todos os dias. Mas será que este ideal moderno é alcançável?
É possível emagrecer rapidamente com saúde e segurança?

O acúmulo de gorduras, e outros fatores que levam ao excesso de peso, é um processo lento. Ninguém engorda de uma hora para outra. O emagrecimento segue o mesmo processo. Perde-se peso de forma gradual. Portanto, "emagrecer rapidamente" é função dos hábitos alimentares da pessoa, e do nível de atividade física praticado.
Pergunte a qualquer um sobre como emagrecer rápido e, provavelmente, a resposta será outra pergunta: rápido quanto?
Portanto, emagrecer rapidamente é um objetivo relativo. Ele deve ser tomado em função da disposição de mudança de hábitos que se está disposto(a) a assumir.
Note que em "emagrecer rapidamente" subentende-se que se deseja emagrecer com saúde e segurança. Portanto, saiba que não existem soluções mirabolates. Promessas do tipo "como emagrecer em 1 semana", "como emagrecer rapidamente em 3 dias" devem ser encaradas com suspeita pois podem se mostrar um perigo para sua saúde.
Somente um programa de emagrecimento elaborado por especialistas, com prazos realistas e, claro, com força de vontade de sua parte, são caminhos seguros para emagrecer — emagrecer rapidamente no seu ritmo!

Dicas de Como Emagrecer Rápido

  • Força de vontade — você não vai muito longe sem ela. Mantenha-se focado em seu objetivo e vá até o fim.
  • Olho na programação — mantenha-se dentro de seu programa de emagrecimento. Evite concessões em demasia.
  • Perseverança — não desista. Os caminhos para emagrecer rapidamente são duros e as tentações são grandes, mas somente com perseverança você superará estes obstáulos.
  • Conheça seus limites — emagrecer rapidamente é emagrecer no seu ritmo, e ele pode não ser igual ao que você espera ou quer. Seja compreensivo com seu corpo.
  • Força de vontade — não custa lembrar!

Sal nosso de cada dia

Um dos grandes problemas da nutrição é que a maioria da população se preocupa demais com gorduras e calorias e se esquece do resto. O sal - principal fonte de sódio - já é reconhecido como um dos principais inimigos do organismo. Não é por acaso que hoje a indústria investe milhões em pesquisas para desenvolver substâncias químicas que dêem aos alimentos o sabor salgado sem a adição de sal. ''O ideal para o consumo diário de um adulto é 6 gramas, mas o brasileiro consome em média 12'', alerta a nutricionista Miyoko Nakasato, do Instituto do Coração, em São Paulo. O sódio é um dos principais responsáveis pela hipertensão. ''É preciso resgatar temperos naturais, usar mais alecrim, coentro, e diminuir o sal'', recomenda.

O problema do sal é que ele não vem apenas no saleiro. Frios, salsichas e pratos prontos são ricos em sódio. Quem usa aqueles tabletinhos de caldo concentrado de carne, frango e afins, por exemplo, deve ficar atento. Em um prato para duas pessoas preparado com um quadradinho daqueles, cada uma estará consumindo 40% da quantidade de sal ideal para um dia inteiro. Um pacote de macarrão instantâneo do tipo miojo preparado com o tempero também merece atenção. Ele tem nada mais nada menos do que 90% do sódio que uma pessoa deve consumir ao longo de 24 horas.

Informações sobre o sódio e outros ingredientes dos alimentos estão nos rótulos. As tabelas de valores nutricionais vêm com uma coluna pouco usada pelos consumidores, mas muito útil para medir o tamanho do prejuízo. Ela é designada como VD%. Significa Valor Diário em porcentagem.

Gordura saturada também é importante para o organismo

Mas o que ninguém menciona nas propagandas é a necessidade de equilibrar no corpo as quantidades dos dois tipos de gordura. ''Tão grave quanto a falta dessas substâncias no organismo é o desequilíbrio entre elas'', alerta Tadeu Fernando Fernandes, pediatra professor da Sociedade Brasileira de Óleos e Gorduras e da Faculdade de Engenharia da Unicamp. Como a população leiga não tem condições de saber se os dois ômegas estão equilibrados ou não, Fernandes conclui: ''Margarina, leite, ovos e todos os produtos industriais enriquecidos com ômegas servem mais aos interesses comerciais da indústria do que à saúde do consumidor''. Outro alimento da moda saudável, mas desnecessário para quem não precisa dele, é a soja. Para quem não come carne, esse vegetal oferece uma boa reposição de proteínas. ''Mas, para quem já tem as proteínas animais, a soja é apenas uma fonte abundante de gordura'', avisa Fernandes. Não é à toa que espremendo esse grão se produz óleo de soja.

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Bom e velho pãozinho

Um pão francês tem a mesma quantidade de calorias do que cinco biscoitos cream cracker, só que estes têm três vezes mais gordura saturada.

Você sabe o que está comendo?

Uma pesquisa pioneira realizada pela Universidade Federal de São Paulo analisou 112 dietas publicadas por revistas populares para o público feminino. Todas tinham pelo menos um erro nutricional.
A maior parte recomendava ingestão de cálcio, ferro e vitamina E abaixo do necessário. Em parte, isso ocorre porque os próprios especialistas se confundem.
Até as pesquisas epidemiológicas, matriz dos conhecimentos científicos, sofrem quando o assunto é nutrição. Para afirmar que um alimento é prejudicial à saúde é preciso acompanhar os hábitos de diversos grupos por um longo período. Isso é caro e demorado, além de muito trabalhoso. ''Especialistas sérios demoraram 12 anos para comprovar que quem consome mais verduras sofre menos problemas no coração'', conta Durval Ribas Filho, médico presidente da Associação Brasileira de Nutrologia e professor da USP de Ribeirão Preto. ''Parece muito óbvio, mas não é. Há muitos mitos embasados por estudos malconduzidos'', aponta. Ele cita um estudo com camundongos que mostrava como a berinjela era capaz de reduzir o colesterol. ''Quando testaram em humanos, o resultado não se comprovou.
Mas o estrago já estava feito e as pessoas estavam numa corrida louca atrás de berinjelas'', diz. Até hoje tem gente que toma vitamina de frutas com berinjela, apesar do sabor, por assim dizer, exótico.

Fonte: http://www.nutricaoclinica.com.br/content/section/1/16/

Calorias, para que te quero?

Sucos naturais são calóricos. Não podem ser consumidos em excesso

COPO A COPO 500 mililitros de Coca-Cola light têm zero caloria, enquanto a mesma medida de suco de uva industrializado tem 260 calorias e a Coca-Cola normal tem 210 calorias.

Polêmicas do mundo da alimentação

Bolacha cream cracker com queijo branco é uma comidinha leve, de dieta, certo? Talvez não. Cinco bolachas dessas têm três vezes mais gordura saturada que um pão francês. E uma fatia de queijo branco, um dos ícones da alimentação light, tem três vezes mais colesterol que a mesma porção de requeijão integral. Pouca gente imaginaria. Mas esses exemplos são, na verdade, apenas uma amostra da enorme vala que separa o que os nutricionistas sabem sobre alimentação do senso comum. A dica da vovó, o anúncio da televisão e até mesmo interesses políticos se misturam com pesquisas sérias e confundem o consumidor, ávido por receitas para emagrecer e viver mais. Essa mistura de interesses se transformou em um grande refogado de mitos.

Os enganos começam pela carne. E a principal vítima dos preconceitos é a de porco. Originalmente, ela era gordurosa. Mas há tempos perdeu medidas. A indústria mudou até o nome do produto para ''carne suína'', mas nem assim a população confia no emagrecimento. ''Entre 1963 e 1990, houve a diminuição de 77% da gordura e 53% das calorias do suíno'', afirma Luciano Roppa, veterinário especialista em nutrição animal. ''A seleção genética segue a tendência light do mercado e dá preferência aos animais magros.'' É por isso que pessoas mais velhas reclamam que não se fazem mais toucinhos como antigamente. Antes, a capa de gordura tinha em média 5,5 centímetros - agora tem 1,5 centímetro. O bife de pernil tem hoje a metade da gordura saturada de um bife de filé mignon com o mesmo tamanho. E praticamente metade do colesterol presente na mesma medida de uma coxa de frango com a pele.

A carne, de forma geral, caiu na lista negra da alimentação. Foi execrada por ser fonte de gordura saturada. Em uma pesquisa realizada pela Unicamp 30% dos entrevistados afirmaram considerar a gordura animal ruim para a saúde - mesmo que não soubessem explicar por quê. ''Consumidas em porções ideais, as carnes são mais que saudáveis: são necessárias'', garante Pedro Eduardo de Felício, da Faculdade de Engenharia de Alimento da Unicamp.

Até o frango entrou na polêmica. Corre por aí a informação de que estão dando hormônios para eles crescerem mais rápido. Mas o aditivo nem existe. ''Não há no mundo nenhum hormônio para aves'', explica Leandro Hackenhaar, engenheiro agrônomo e nutricionista da Degussa, produtora de aditivos alimentícios para animais. ''Os frangos crescem rápido porque as granjas trabalham com uma boa seleção genética e alimentação balanceada.''

Fonte: http://www.unicamp.br/unicamp/canal_aberto/clipping/julho2005/clipping050725_epoca.html

quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Doce não é açucar

Consumir doces, normalmente ricos em gordura e açúcares, promove uma sensação de bem-estar e conforto devido à produção de serotonina e endorfina pelo cérebro. Por conta disso, o hábito de comer sobremesa ou devorar um chocolate ao longo do dia pode se tornar um vício. O problema é que o açúcar refinado, presente na maioria dos doces, torna-se um vilão à saúde quando consumido em excesso. Um inocente cafezinho ou copo de suco pode virar um inimigo quando é acrescido de açúcar. Mas será impossível comer um docinho sem sobrecarregar o organismo?

Para começar, é bom saber quais as patologias mais comumente associadas ao consumo de açúcar refinado em excesso. "O aumento dos casos de cáries dentais, obesidade e diabetes mostram que estamos comendo demais alimentos ricos em calorias e pobres em nutrientes", afirma a nutricionista Raquel Maia Chaves, sócia da Dhamma Consultoria em Alimentação. Segundo a especialista, devido ao processo de refinamento, esse tipo de açúcar acaba ficando vazio de nutrientes e é facilmente digerido, o que aumenta os níveis de glicose no sangue. "O valor calórico fornecido em 01 colher de chá de açúcar refinado corresponde a 19,9 Kcal", afirma.

É um erro pensar que impossível comer doce sem consumir açúcar. Os diabéticos e pessoas que querem diminuir o consumo do alimento, devem comer sobremesas naturais, como frutas secas. "É preciso cuidado com as compotas, só consuma as que não tiveram adição de açúcar na fórmulas. Uma boa dica é assar uma fruta com canela, pois a frutose não é prejudicial", afirma Raquel.

Tipos de açúcar

O açúcar cristal é um tipo de açúcar que não passou por algumas etapas do processo de refinamento e por isso possui a aparência de pequenos cristais. É de difícil conservação, pois contém sais que absorvem água, tornando-se úmido e viscoso. O valor calórico fornecido em 01 colher de chá de açúcar cristal corresponde a 19,9 Kcal, ou seja, o mesmo valor do açúcar refinado.
O açúcar mascavo é o que chamamos de açúcar natural, pois este não passa por nenhum processo de refinamento, sendo rico em nutrientes tais como ferro, sódio, potássio, cálcio, entre outros, e vitaminas C e do complexo B. O valor calórico fornecido em 01 colher de chá de açúcar mascavo corresponde a 14,7 Kcal.

Como é possível adoçar as receitas sem usar açúcar
Para adoçar as receitas, convém seguir o que as mesmas indicam, pois a troca do açúcar por outra substância como mel, karo etc. pode acabar 'prejudicando'a receita e a mesma não acabar saindo corretamente.
O que pode ser feito no caso das receitas que vão ao fogo/forno é a substituição do açúcar pelo adoçante do tipo forno e fogão, pois este foi desenvolvidopara o uso culinário, suportando as altas temperaturas sem gerar danos à saúde.
Vale lembrar que os adoçantes convencionais não podem ser utilizados em altas temperaturas pois se tornam prejudiciais ao organismo.

fonte: http://bemleve.ig.com.br/dieta/doce-nao-e-so-acucar/46

Porquê praticar atividade física?

• Aumentar a taxa Metabólica (estudos mostram que o aumento de 1,3 kg de músculo aumenta a taxa metabólica durante os períodos de descanso em 7% e o requerimento diário de calorias em 15%. Em descanso, 453 g de músculo queimam de 30-50 kcal por dia apenas para manter a sua massa.
• Reduzir a Gordura Corporal
• Melhorar o metabolismo da glicose (aumenta a suscetibilidade à insulina e melhora a tolerância à glicose) Reduzir a pressão sanguínea;
• Reduzir o colesterol e outras gorduras no sangue;
• Melhorar a aparência;
• Melhorar a postura ;
• Reduzir lesões;
• Melhorar o bem-estar psicológico

Função dos carbos

O principal papel dos carboidratos na alimentação é de fornecer energia de fácil utilização. São tão importantes que a OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda que eles correspondam de 55% a 75% da energia da alimentação. Isso significa que, pelo menos, um alimento rico em carboidrato deve ser ingerido por refeição. Esses açúcares são os principais responsáveis por fornecer energia para o cérebro e podem contribuir para uma melhor velocidade de raciocínio. Como o cérebro utiliza os carboidratos como fonte de energia, a ausência deste nutriente implica num processo mais lento e menos eficiente que, acaba provocando mal estar e desânimo. Além disso, encontramos na nossa dieta carboidratos que não digerimos, como as fibras formadas por celulose, mas que são fundamentais para auxiliar a nossa digestão. As fibras são responsáveis pelo efeito de lastro do tubo digestivo. A desvantagem dos carboidratos está associada ao excesso e ao tipo de carboidrato ingerido. O carboidrato simples ou refinado (açúcares e farinha brancos) são rapidamente digeridos e absorvidos, provocando picos de secreção de insulina. Com a secreção aumentada de insulina iremos estocar maiores quantidades de gordura, provocando aumento excessivo de peso. Por isso, o ideal é limitar a ingestão de carboidratos refinados e procurar substituí-los pelos mais complexos e ricos em fibras (alimentos integrais). Com estes últimos não ocorre pico se secreção de insulina e desta forma, não teremos o efeito maléfico de ganho de peso excessivo.

terça-feira, 27 de novembro de 2007

Carbo ou não carbo

Os carboidratos são as biomoléculas mais abundantes na natureza, apresentam como fórmula geral: [C(H2O)]n, daí o nome "carboidrato", ou "hidratos de carbono" e são moléculas que desempenham uma ampla variedade de funções, entre elas:
- Fonte de energia;
- Reserva de energia;
- Estrutural;
- Matéria-prima para a biossíntese de outras biomoléculas.
Na biosfera, há provavelmente mais carboidratos do que todas as outras matérias orgânicas juntas, graças à grande abundância, no reino vegetal, de dois polímeros da D-glucose, o amido e a celulose.
O carboidrato é a única fonte de energia aceita pelo cérebro, importante para o funcionamento do coração e todo sistema nervoso.
O corpo armazena carboidratos em três lugares: fígado (300 a 400g), músculo (glicogênio) e sangue (glicose). Os carboidratos evitam que nossos músculos sejam digeridos para produção de energia, por isso se sua dieta for baixa em carboidratos, o corpo faz canibalismo muscular.
Para quem pratica atividade física regularmente o carboidrato é o nutriente mais importante na alimentação, pois, ese nutriente é responsável por maximizar seus estoques de energia antes do exercício, fornecer energia durante o mesmo e também terá um papel fundamental no período de recuperação pós exercício. Vários estudos na literatura sugerem que um adequado aporte de carboidrato na alimentação melhora o desempenho durante o exercício, ao passo que uma inadequada ingestão desse nutriente pode acarretar em cansaço e fadiga.
Isso porque os estoques desse nutriente no nosso organismo são bastante limitados – ao contrário dos estoques de gordura – . Só para termos uma idéia, se o carboidrato fosse a única fonte de energia do nosso organismo, uma atividade moderada de 90 minutos seria capaz de depletar seus estoques.
Por isso, devemos ingerir o carboidrato em quantidades adequadas sempre em nossa alimentação para repor e até maximizar seus estoques não comprometendo dessa forma o desempenho.

QUANTO CARBOIDRATO DEVEMOS CONSUMIR ?
Para um indivíduo sedentário é recomendado seguir uma alimentação que forneça pelo menos 50 -55% do seu total calórico em carboidrato. Porém para quem pratica atividade física ou é atleta essa quantidade deve ser maior e vai variar de acordo com o tipo, frequência e intensidade dos treinos.
Para uma melhor avaliação do aporte de carboidrato recomendado para a sua situação de treinamento seria indicado consultar uma nutricionista.

QUAIS SÃO OS ALIMENTOS RICOS EM CARBOIDRATO ?
Arroz, batata, massas em geral, mandioca, pães, bolachas, aveia, granola, cereais matinais, barras de cereais, frutas, legumes são execelnetes fontes de carboidrato. Vale a pena lembrar que além do carboidrato esses alimentos também fornecem para o nosso organismo alguns outros nutrientes tais como vitaminas do complexo B, vitamina C, vitamina A, etc. Deve ser lembrado que, de preferência, arroz, pães e bolachas devem ser consumidos em sua versão integral, fornecendo assim um aporte maior de fibras a nossa alimentação.