sexta-feira, 14 de março de 2008

O que evitar na musculação pra quem tem hiperlordose e hipercifose?

A hiperlordose e a hipercifose são alterações posturais caracterizadas pelo aumento na curvatura lordótica lombar e cifótica dorsal. Ambas as alterações ocorrem no plano sagital e estão associadas entre outros fatores ao desequilíbrio muscular. Aqueles exercícios que tenham uma maior tendência de anteriorizar a pelve e por conseqüência hiperextender a lombar por ações musculares e/ou gravitacionais devem ser executados atentamente, bem como todos aqueles que tenham a tendência de aumentar ainda mais a curvatura cifótica dorsal. O importante em todos os casos não é excluir exercícios, mas sim enfatizar uma postura pélvica e dorsal adequada durante a execução. A hiperlordose no ponto de vista cinesiológico, ocorre devido ao encurtamento dos flexores de quadril e eretores lombares associado ao estiramento (fraqueza) dos extensores de quadril (glúteo máximo e isquiostibiais) e principalmente dos músculos abdominais. A hipercifose normalmente ocorre devido ao estiramento (fraqueza) dos extensores interescapulares, associado ao encurtamento dos músculos anteriores da coluna e rotadores internos de ombro. Essas alterações normalmente não ocorrem de forma isolada, desta forma, não basta apenas se ater na correção destes desequilíbrios, mas fazer com que o indivíduo assuma uma postura mecanicamente ideal trabalhando de forma integrada todos os grupos musculares, não apenas excluindo exercícios, mas sim, fazendo com que ele reforce e alongue todos os músculos proporcionalmente as suas exigências posturais.

Fonte: http://www.cdof.com.br/1813