segunda-feira, 31 de março de 2008

Porque algumas pessoas não conseguem bons resultados no treinamento com pesos?

TREINANDO DEMAIS:
Muitas séries, muitos exercícios, muito volume, muito tempo. Isto é comum nas academias. Existe uma tendência de se acreditar que quanto mais, melhor. Na verdade, o meio termo (ideal de cada um) é o melhor. Cada praticante deve descobrir o quanto treinar para conseguir os resultados almejados e este é o maior desafio para quem trabalha em musculação. Isto leva tempo para aprender observando o corpo, testar, tentar, acertar e errar. Devemos descobrir o que melhor funciona e treinar da maneira que dá melhores resultados. Há um consenso de que a musculação não é uma atividade de longa duração, mas sim de intensidade. Grandes campeões treinam menos de uma hora por dia, porém com intensidade, pesado o suficiente para conseguirem completar as repetições estipuladas.

TREINAMENTO ERRADO:
Movimentos incorretos, peso demais, descanso longo entre exercícios. Outra situação comum é ver pessoas colocando muito peso nos exercícios e executá-los de maneira incorreta, deixando a desejar na eficiência. Passa-se a solicitar músculos adjacentes, estabilizadores, para conseguir mover o peso excessivo e o músculo alvo acaba não trabalhando o suficiente. Há também os que executam exercícios fugindo da biomecânica correta, muitas vezes porque aprenderam de forma errada. Descansar muito entre as séries faz com que a intensidade do treino caia - evite conversar entre uma série e outra.

ATIVIDADES ADICIONAIS:
Outras modalidades de ginástica ou esporte. Muitos praticantes dos exercícios com pesos também fazem outras formas de atividade física, gerando em alguns casos um grande desgaste, que pode interferir no desenvolvimento muscular. Se as atividades forem controladas em seu todo, com intervalo de descanso e bom suporte nutricional, não haverá problemas, mas deve-se dosar as atividades com bom senso.

ALIMENTAÇÃO INCORRETA:
A nutrição correta é importantíssima para qualquer pessoa que pratica exercícios. Sem uma alimentação voltada a recuperar e super compensar o desgaste ocasionado pela prática dos exercícios com pesos, não se conseguem resultados.

POUCO INTERVALO ENTRE TREINOS:
É necessário dar tempo suficiente entre um treino e outro, para que o organismo consiga recuperar-se e obter progresso na aquisição de volume muscular. Se o praticante não respeitar o tempo de recuperação, não conseguirá bons resultados. O tempo de recuperação pode variar conforme o desgaste ocasionado por um treino, podendo ir de 24 a 72 horas, ou mais.

NÃO MUDAM O TREINO OU MUDAM DEMAIS:
É necessário, periodicamente, fazer mudanças nos programas de treinamento, principalmente se o resultado não estiver satisfatório. Há também os que mudam o treino a toda hora, não permitindo ao corpo dar os sinais de que o programa funciona, ou não. Deve-se montar o programa de treino e executá-lo por um período suficiente para perceber os resultados e só então introduzir mudanças.

TREINO INSUFICIENTE E MUITAS FALTAS:
São inúmeros os atletas que faltam aos treinos, freqüentam pouco as academias ou fazem delas pontos de encontro social e assim, evidentemente, não estimulam o corpo o suficiente para obterem resultados.

PROBLEMAS EMOCIONAIS:
O desgaste emocional pode estressar, catabolizar mais do que o desgaste físico. Procure manter a calma e direcionar o máximo de sua energia para os objetivos físicos. O prazer da prática e os resultados acabarão por equilibrar seu emocional.

GENÉTICA, O FATOR DECISIVO:
Este é o fator mais importante para se conseguir grandes volumes musculares. Dorian Yates, muitas vezes Mr. Olímpia, fez o seguinte comentário: "Ser um atleta de musculação se divide entre seu sonho de ser grande e seu potencial genético". Todo mundo consegue resultados treinando com pesos, mas aqueles com bom potencial genético evoluem muito mais. Muitos acham que a droga faz a diferença, mas ela não faz ninguém ser campeão, o diferencial é a genética. Hoje em dia o mundo da musculação está globalizado e o acesso a informações sobre técnicas de treinamento, suplementos, equipamentos e testemunhos da ciência é generalizado, então por que somente um é o campeão? Ou então, porque alguns conseguem resultados excelentes, enquanto outros dedicando-se tanto ou mais e não evoluem além de um certo ponto? A resposta é: Genética! Está provado que os grandes campeões são fruto de genética privilegiada, além de disciplina e perseverança nos treinos e nutrição adequada.