sexta-feira, 28 de março de 2008

Revistas afetam imagem corporal de homens, diz estudo

Uma pesquisa britânica sugere que homens que lêem revistas masculinas podem ficar obsessivamente preocupados com sua imagem, exagerando nos exercícios e até tomando esteróides.
O estudo da Universidade de Winchester, publicado na revista especializada Personality and Individual Differences, afirma que os homens jovens que lêem regularmente estas revistas têm mais probabilidade de se exercitarem em excesso."A mensagem nas principais revistas para homens jovens é de que é preciso desenvolver um físico musculoso para atrair uma parceira de qualidade", disse o pesquisador e psicólogo David Giles.
"Os leitores absorvem esta mensagem, que cria ansiedades a respeito da realidade de seus corpos e leva a tentativas cada vez mais desesperadas de modificá-lo", acrescentou.
 
Obsessão
Giles e a pesquisadora Jessica Close examinaram 161 homens com idades entre 18 e 36 anos para examinar a influência das revistas masculinas na imagem que tinham do próprio corpo e na vontade de desenvolver os músculos. Cada um dos voluntários indicou quais revistas liam ou compravam regularmente, entre as mais famosas da Grã-Bretanha, como Loaded e FHM.Os pesquisados também tinham que especificar se estavam em um relacionamento, dar informações sobre hábitos alimentares, programa de exercícios e atitude em relação à própria aparência.Ao analisar os resultados, os pesquisadores descobriram que os que liam estas revistas com mais regularidade pensavam em tomar esteróides ou usar suplementos energéticos ou proteína como parte de sua dieta, além de programas de exercícios para melhorar a aparência.
"Cada vez mais homens e mulheres desenvolvem suas idéias de como deve ser sua aparência a partir das imagens divulgadas na mídia", afirmou Giles.
"O volume de conteúdo está crescendo e é uma armadilha principalmente para jovens, porque leva a obsessões a respeito de seus corpos", acrescentou.
 
Solteiros x Comprometidos
O estudo encontrou diferenças de atitude entre homens solteiros e homens que estavam em um relacionamento."O efeito era mais forte entre homens solteiros que entre aqueles estavam em um relacionamento. Isto sugere que homens que estão em um relacionamento são menos ansiosos em relação à sua imagem", disse Giles.
"Mas também pode significar que eles simplesmente têm menos tempo para ir à academia quando têm uma parceira", acrescentou.
A professora Naomi Fineberg, psiquiatra que lidera um serviço de tratamento para pessoas que sofrem de transtorno obsessivo compulsivo, afirmou que homens e mulheres sofrem igualmente de transtornos relativos à imagem corporal.
"Não podemos afirmar com certeza se estas revistas podem estar causando isso, mas é possível que fatores culturais sejam importantes", afirmou.