domingo, 31 de agosto de 2008

Cuidado com a fascite plantar

As lesões em corredores são bastante comuns. Algumas delas têm tratamentos mais fáceis, mas outras exigem maiores cuidados e um tratamento mais longo. Infelizmente, a fascite plantar é uma das lesões mais comuns -- e o processo de recuperação é difícil, por ser uma lesão que acomete justamente a planta dos pés, uma região necessária não somente para a corrida, mas também para a locomoção. A lesão que causa a talalgia, dor na região do calcanhar, ocorre principalmente em indivíduos que apresentam distúrbio postural dos pés e que passam a praticar corrida por longos períodos. A definição clássica de fascite plantar é uma inflamação da fáscia plantar, uma membrana que fica na região da planta do pé.

A fascite plantar tem como característica principal uma forte dor localizada, particularmente na primeira pisada pela manhã ou ao levantar-se após longo período sentado. A queixa mais comum para quem está lesionado é que o primeiro passo do dia é o mais dolorido. Depois a dor diminui com o passar do tempo. Se você apresenta sintomas como os descritos acima, procure imediatamente um médico ortopedista. Nada de ingerir remédios ou fazer tratamentos por conta própria.

Enquanto o problema persistir, é preciso ter paciência: algumas lesões permitem que o praticante continue correndo, desde que diminuindo a duração e a intensidade. Muitos médicos e fisioterapeutas, porém, preferem suspender as corridas durante o tratamento da fascite plantar.


 


 

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Quanto custa correr

 
 
Gostaria de comentar um email muito interessante, enviado pelo carioca Cristiano Moreira, leitor de Chegada. Ele fez um cálculo sobre o valor mensal necessário para se realizar a prática da corrida. É importante dizer que o Cristiano fez as contas de acordo com os seus gastos particulares, o seu uso de material e as suas escolhas de equipamentos (como tênis, roupas, óculos). Claro, que muitos gastam mais que ele, outros não consomem itens que ele lista, etc. Ele não inclui, por exemplo, os custos com um treinador profissional, que conforme eu já disse antes nesta página, é um fator essencial para manter a prática do esporte com segurança. Um profissional em Educação Física pode representar a diferença entre um corredor feliz e motivado e outro lesionado e insatisfeito. Vamos às contas feitas pelo Cristiano. Depois você pode fazer seus próprios cálculos e saber quanto gasta por mês com a corrida:

Vestuário
Tênis de corrida: 300 reais
Duração média de 700km
Distância média percorrida por semana: 40km ou 173,6km por mês
Considerado 4,34 semanas/ mês
Valor gasto por mês em tênis: 300,00÷(700km÷173,6km) = 74,40 reais

Camisa: brinde de corridas

Short: 50 reais
Considerado um short a cada dois anos
Valor gasto por mês em short: 50,00÷24meses = 2,08 reais

Boné: 30 reais
Considerado um boné a cada três anos
Valor gasto por mês em boné = 30,00÷36 meses = 0,83 reais

Meias: 10 reais
Considerado um par a cada um ano
Valor por mês: 10,00÷12 meses = 0,83 reais

Óculos escuros: 200 reais
Considerado um par a cada dez anos
Valor gasto por mês em óculos = 200,00÷120 meses = 1,67 reais

Protetor Solar: 25 reais
Considerado um por ano
Valor gasto por mês em proteção solar = 25,00÷12 meses = 2,08 reais

Monitor Cardíaco: 350 reais
Considerado um a cada dez anos
Valor gasto por mês em monitor = 350,00÷120 meses = 2,92 reais

Alimentação nos treinos longos
Gel de carboidrato para os longos: 2,50 reais
Considerados 2 unidades por semana
Valor por mês = 2 x 4,34 x 2,50 = 21,70 reais

Água nos longos: 2 reais
Costumo comprar duas garrafas d'água por longo
Valor por mês = (2 x 4,34 x 2,00) = 17,36 reais

Suplementação padrão
Sport Drink: 22 reais
Considerado uma lata a cada dois meses
Valor por mês: 22,00 ÷ 2 = 11 reais

Vitamina C: 15 reais por 30 cápsulas
Considerado uma cápsula por dia
Valor por mês = 15 reais

Vitamina B: 16 reais por 100 cápsulas
Considerado uma cápsula por dia
Valor por mês: 16,00 ÷ 3 = 5,33 reais

Participação em provas
Cada prova em média 50 reais
Considerado uma a cada três meses
Valor por mês: 50,00 ÷ 3 = 16,67 reais

Total mensal: 171,87 reais

Será que correr é barato mesmo?

Para muita gente, este valor mensal é muito maior. Muitos corredores participam com mais freqüência de provas e investem em equipamentos mais caros. Outros optam por gastos mais modestos. De qualquer forma, se compararmos com outras modalidades, como a natação, o ciclismo, o tênis, chegaremos à conclusão de que a corrida ainda é uma alternativa bastante atraente financeiramente. E se acrescentarmos neste cálculo o quanto economizamos – e vamos economizar - em remédios e médicos.... Estamos ricos!!!

Texto de Renato Dutra
Professor de Educação Física
Treinador de Corrida
E-mail: renatodutra.chegada@gmail.com

Fonte:http://vejaonline.abril.com.br/notitia/servlet/newstorm.ns.presentation.NavigationServlet?publicationCode=1&pageCode=1287&textCode=122146&date=currentDate

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Pirâmide da atividade física: atividade física no dia-a-dia

Durante as décadas de 70 e 80 defendeu-se a idéia de que deveríamos fazer exercício aeróbico moderado, 30 minutos, de três a quatro vezes por semana. Como resultado houve o "boom" da corrida pelo mundo. Atualmente as pesquisas indicam que, além da necessidade do exercício aeróbico regular (como a corrida), é muito importante acumularmos atividade física diária. Entenda por atividade diária aquela movimentação que tendemos a perder com a praticidade da tecnologia – uso do controle remoto, escada rolante, elevadores, telefone sem fio, etc. A cada comodidade oferecida, nosso corpo é dispensado de um movimento. Em conseqüência, ficamos mais flácidos, gordos e nossa postura piora.

Claro que precisamos correr, assim como precisamos jogar futebol, tênis, pedalar, praticar esportes em geral. Mas não podemos esquecer que as atividades diárias também são importantes para manter o repertório de nossos movimentos e músculos em dia. Por que não varrer o chão, ou levar o cachorro para passear, ou lavar louças, limpar janelas? A propósito, você já reparou como quase ninguém usa as escadas? E o número de pessoas que pega o carro para ir até a padaria da esquina? Estilo de vida saudável também é isso: trocar o comodismo pelo movimento. Simples, não?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: http://vejaonline.abril.com.br/notitia/servlet/newstorm.ns.presentation.NavigationServlet?publicationCode=1&pageCode=1287&textCode=122138&date=currentDate

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

A repetição dos movimentos leva à lesão



O movimento da corrida provoca atritos repetitivos contra a saliência do osso da coxa (fêmur) perto do joelho, causando irritação à banda. De acordo com os especialistas, esta síndrome pode ser provocada por uma série de fatores, como a falta de alongamento, diferença de comprimento entre as pernas, correr em ladeiras ou em superfícies inclinadas para um lado só (como acontece em algumas praias) e ainda por falta de fortalecimento na musculatura do quadril e/ou da região interna das coxas.

Fonte: http://vejaonline.abril.com.br/notitia/servlet/newstorm.ns.presentation.NavigationServlet?publicationCode=1&pageCode=1287&textCode=122138&date=currentDate

terça-feira, 26 de agosto de 2008

Olimpíada - Pequim 2008 - termina com 43 recordes mundiais batidos

A Olimpíada de Pequim que se encerrou neste domingo deixou como legado para a história a grandiosidade das suas instalações e alguns números marcantes, como os 43 recordes mundiais batidos nessas quase três semanas de disputas, sem falar nas 132 novas marcas olímpicas.

Entre os responsáveis pelas novas marcas, podemos citar a russa Elena Isinbaeva, que conseguiu 5,05 m no salto com vara, o jamaicano Usain Bolt, que marcou 9s69 nos 100 m rasos do atletismo, ou o fenômeno Michael Phelps, que entre as oito medalhas de ouro obtidas, ajudou a equipe norte-americana a estabelecer a nova marca nos 4 x 100 m livre, melhorando em quase 4s, marcando 3min08s24.

COI admite superioridade chinesa na formação de atletas de ponta Além disso, a Olimpíada 2008 teve a participação de 204 países o maior número da história, sendo que 87 deles conseguiram ao menos uma medalha, outra marca inédita até aqui. Países como Afeganistão, Ilhas Mauricio, Tajiquistão e Togo ficaram pela primeira vez entre os três primeiros enquanto que o primeiro ouro foi conquistado por Bahrein, Mongólia e Panamá.

A preocupação com o doping resultou na maior série de exames já realizados nos atletas. Antes mesmo do início dos jogos, 40 competidores foram pegos no antidoping e suspensos, e apenas quatro caíram na malha fina dos médicos durante os Jogos.

Para finalizar, a China, que se esforçou tanto para construir estádios e arenas com a mais alta tecnologia, contou com a ajuda fundamental de mais de 500 mil voluntários para receber os visitantes, atletas e profissionais que cobriram a grande festa do esporte.
 

Corrida ajuda a emagrecer? Nem sempre


Getty

Ouço muitos corredores dizendo que estão ganhando peso, apesar de cumprirem uma boa distância semanal em treinos. A princípio, parece tratar-se de uma contradição. "Corrida e ganho de peso" são incompatíveis na cabeça da maioria. Mas não. Esta situação é freqüente e tem nome: efeito compensatório. Nutricionistas explicam que muitos corredores calculam errado a quantidade de calorias que podem ingerir, mesmo com a prática freqüente do exercício. É como se caíssem na armadilha de achar que a corrida dá  imunidade contra exageros à mesa. E claro, não é bem assim! Uma corrida de uma hora em um ritmo de 6min/km para um homem de 70kg queima cerca de 700 calorias. Uma única fatia de pizza de 140 g do tipo portuguesa tem cerca de 450 calorias. E quem come um só pedaço? Fazendo a conta, é fácil descobrir que correr não basta para manter-se magro.

 

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Combustível para a malhação


Os complementos alimentares, indicados a quem sofre de alguma deficiência nutricional ou pratica qualquer atividade física, devem incluir no rótulo uma orientação mais específica: "Recomendável para atletas".

É o que pretende a Anvisa, agência responsável pela triagem e classificação dos alimentos. A mudança na legislação tem o objetivo de fornecer uma informação mais precisa sobre o uso de tais complementos. Hoje, muitos são genéricos ao prometer benefícios a todo praticante de atividade física – e muita gente acaba recorrendo a eles sem precisar. A pedido de VEJA, um grupo de especialistas analisou os tipos de complemento alimentar mais vendidos no país e diz: eles, de fato, só devem ser usados por quem pratica um esporte de alta intensidade e com muita freqüência (ainda que não seja um atleta). Mesmo assim, só se um nutricionista avaliar ser útil e necessário. Nesses casos, os suplementos podem, sim, se prestar à função de amenizar perdas de nutrientes e neutralizar o desgaste do corpo – além de contribuir para o bom desempenho físico.   

Energéticos

O que são: barras, gel ou um pó solúvel em que a concentração de carboidratos é de 90%

Como funcionam: como os carboidratos contidos nos alimentos, mas com a diferença de que estes são absorvidos pelo organismo em um terço do tempo. Eles se quebram e se transformam na glicose que, uma vez nas células, será combustível para um processo químico que resulta em mais energia para o corpo. Como o consumo de energia é maior durante a atividade física, a idéia é fazer um estoque

Para quem são indicados: praticantes de exercícios que exijam grande força física, como musculação ou corrida – somente nos casos em que eles excederem uma hora de duração. Abaixo disso, a alimentação regular é suficiente

Efeito, segundo os especialistas: aumentam em algo como 10% o tempo que o corpo suporta um exercício sem se cansar

Quando consumir: até três horas antes do treino

Comentário: jamais usar em qualquer outra situação que não a de um exercício mais pesado, uma vez que os carboidratos extras não serão gastos e se tornarão gordura

 Protéicos

O que são: barras ou um pó solúvel com 50% de proteínas em sua composição

Como funcionam: as proteínas são absorvidas pelo organismo em meia hora – não em duas, como ocorre com os alimentos. Elas têm papel fundamental na reconstituição do músculo, cujas fibras sempre se rompem, em maior ou menor grau, durante o exercício

Para quem são indicados: pessoas que praticam exercícios com sobrecarga para os músculos pelo menos três vezes por semana, durante uma hora

Efeito, segundo os especialistas: ajudam a recompor os músculos em até 48 horas – algo que o corpo faz, naturalmente, em 72 horas     

Quando consumir: até uma hora depois do treino

Comentário: só são úteis para quem faz exercícios pesados com freqüência. Ingeridas sem necessidade, as proteínas se transformarão em gordura e ficarão armazenadas no corpo

Isotônicos

O que são: bebidas com sais minerais, como sódio, cloreto e potássio

Como funcionam: ajudam a repor esses minerais, que são eliminados no suor. Têm uma composição semelhante à da própria célula. Em contato com ela, os nutrientes da bebida migram por osmose – e a reidratam

Para quem são indicados: praticantes de esportes que envolvam corrida (por mais de uma hora) ou atividades físicas sob o sol (durante 45 minutos) – tempo para o corpo começar a se desidratar

Efeito, segundo os especialistas: durante o treino, repõem os minerais no momento em que estes são eliminados, ajudando a evitar a desidratação. Depois da atividade física, aceleram a reposição dos minerais – fazem em meia hora o que ocorreria por meio da alimentação em um dia

Quando consumir: durante o treino ou em até seis horas depois dele

Comentário: não faz sentido beber o isotônico antes do exercício, uma vez que ainda não houve perda de água e sais, nem quando não há uma necessidade específica. A bebida leva carboidratos, cujo excesso faz com que o corpo libere muita insulina. No médio prazo, pode resultar em diabetes e aumento de peso

 Shakes

O que são: pós solúveis em leite ou água cuja fórmula contém carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e minerais

Como funcionam: são substitutos de refeições. A diferença para um bom prato de comida é que os shakes quantificam os nutrientes e fazem uma reposição deles sob medida para quem precisa disso  

Para quem são indicados: pessoas que praticam exercícios intensos quatro vezes por semana, durante pelo menos uma hora, ou duas vezes ao dia  

Efeito, segundo os especialistas: para o exercício, nenhum. Sua única função é repor certos nutrientes na medida correta, o que é útil para quem ficou sem eles depois de uma atividade física intensa – algo que só um nutricionista pode diagnosticar   

Quando consumir: na refeição seguinte ao treino

Comentário: jamais usar sem necessidade ou em excesso. Os shakes só podem substituir uma refeição ao dia por no máximo dois meses, porque o organismo ficará carente de nutrientes que eles não ofereçam

 
Publicidade

Nossos limites e nossas vitórias

Agência Estado

Os Jogos Olímpicos de Pequim estão chegando ao fim. Infelizmente -- para quem é apaixonado por esportes, como eu, e adora se surpreender com a incrível capacidade do corpo humano. Mas ainda vou aproveitar esses últimos dias de espírito olímpico para abordar um tema que me parece muito pertinente nesses tempos em que recordes mundiais são derrubados com uma facilidade inacreditável.

Os limites do corpo

: Sim, eles existem! Mesmo para os super atletas, como o chinês Liu Xiang, corredor velocista dos 110 m com barreiras, um ídolo nacional que, assim como muitos atletas em Pequim, sucumbiu à uma lesão tão grave que não lhe permitiu sequer transpor a primeira barreira em sua prova. Como Liu, muitos praticantes acabam se lesionando. E por que? Na maioria das vezes, por que simplesmente não escutam o próprio corpo. Em quantas situações, não fazemos isso na prática dos nossos treinos? Sentimos uma dor e prosseguimos ignorando este sintoma. Só quando a dor se torna insuportável é que decidimos procurar ajuda. Tirando as lesões traumáticas (entorses, pancadas, etc.), o corpo vai logo avisando que algo não vai bem. Há uma regra importante de treinamento esportivo: Só descobrimos nosso limite quando o ultrapassamos.

Cuide melhor do seu corpo: Temos aproximadamente 650 músculos responsáveis pela infinidade de movimentos que somos capazes de produzir. Ao acompanhar os ginastas durante os Jogos, ficou claro, pelo menos para mim, que deveríamos ter mais respeito com o nosso corpo. Deveríamos tratá-lo com a atenção que ele merece, fornecendo-lhe estímulos para preservar sua flexibilidade, coordenação, força, equilíbrio, resistência e outros atributos igualmente importantes. No entanto, parece que estamos sempre ocupados demais para ele, ou não?

Esporte é fonte de prazer:

Quem não gosta acompanhar as comemorações dos atletas no pódio? Ás vezes me pergunto por que não comemoramos quando terminamos nossa atividade física? Vejo muitos praticantes sisudos demais. Mas, comemorar o que? Muita coisa. O simples fato de termos conseguido realizar mais um treino, de termos tido um tempinho para cuidar de nossa saúde, deixar nosso corpo em forma, melhorar nossa capacidade muscular e aeróbica, ficarmos mais fortes e ainda relaxarmos das tensões do trabalho. Cada treino realizado significa um desafio vencido, uma etapa cumprida. Eu vejo isso tudo como grandes conquistas pessoais. Somos todos merecedores de medalhas, vamos comemorar também.

Minha homenagem de hoje, claro, é para a Maurren Riga Maggi. Não é preciso comentar.  Ela é ouro.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: http://vejaonline.abril.com.br/notitia/servlet/newstorm.ns.presentation.NavigationServlet?publicationCode=1&pageCode=1287

domingo, 24 de agosto de 2008

Músculos fortes e saudáveis

Estudo da UnB confirma eficiência da creatina para
redução da fadiga e aumento da massa muscular

Nem tudo o que promete aumentar a massa muscular é realmente eficaz. Mas uma pesquisa desenvolvida na Faculdade de Educação Física (FEF) da Universidade de Brasília (UnB) constatou que a creatina - um aminoácido existente no corpo humano e que pode ser encontrado à venda no mercado - pode realmente ajudar aquele magrinho a ficar mais forte, quando a ingestão é associada a uma boa dose de exercícios físicos.

De acordo com o estudo, o suplemento tem ainda outras vantagens como auxiliar no combate à fadiga muscular e no aumento da resistência de indivíduos que fazem exercícios que exigem agilidade. Apesar de todos esses efeitos, a substância não está incluída na lista de drogas condenadas em exames de doping.

E o motivo é simples: também é sintetizada pelo organismo e está presente em muitos tipos de alimentos, como carnes de uma maneira geral. Tanto é assim que a creatina é liberada pela Federação Internacional de Futebol (Fifa) e pelo Comitê Olímpico Internacional (COI).

Saber exatamente de que maneira a substância age no organismo foi o tema da tese de doutorado Efeitos dos Exercícios Pliométricos associados à Suplementação Aguda de Creatina na Composição Corporal e na Potência Anaeróbia, realizada pelo professor de Educação Física, Osmar Riehl, sob a orientação do doutor em Ciência da Saúde, Ramón Fabian Alonso López. O estudo teve a aprovação do Comitê de Ética e Pesquisa, da Faculdade de Medicina.

Cláudio Reis/UnB Agência
Imagem
Estudo de Riehl comprova vantagens da creatina

No desenvolvimento da pesquisa, Riehl acompanhou 26 indivíduos divididos em três grupos, dos quais foi medida a composição corporal antes e depois dos exercícios. Também foram feitos vários testes de fadiga entre os participantes. Os exercícios pliométricos foram escolhidos, por exigir a contração e extensão muscular num ritmo rápido e freqüente, como, por exemplo, pular corda - um exercício que tem como característica desenvolver a potência e agilidade.

O primeiro grupo (1) ingeriu placebo e fez os exercícios; o segundo (2) fez os exercícios e tomou a creatina e o terceiro (3), formado por atletas, também recebeu a suplementação e ainda praticou os exercícios. A dosagem foi de 0,3g por quilo de peso, durante sete dias. Os voluntários faziam quatro tipos de exercícios, iniciando com 5 repetições em cada tipo que aumentavam progressivamente até alcançar dez repetições no último dia; cada treinamento durava de 30 a 40 minutos.

A avaliação consistiu em pesagem subaquática (desitometria), medida de dobras cutâneas, impedância bioelétrica (avaliação da quantidade da água do organismo), perímetros (circunferência de braço, coxa e perna), teste de força e outros testes, como três séries de dez saltos verticais e outra com dez saltos sucessivos horizontais, além de um teste de potência na bicicleta ergométrica para medição da fadiga muscular. Nessa fase, o indivíduo pedalava trinta segundos na máxima potência.

Os resultados mostraram que:
• os voluntários que tomaram a suplementação apresentaram uma fadiga muscular consideravelmente menor. Os grupos 2 e 3 apresentaram reduções de 6,5% em média na fadiga, ao passo que o grupo placebo aumentou 9,6%;
• o suplemento aumentou a massa corporal dos indivíduos, em até 2kg. No grupo placebo, não houve alteração;
• no grupo atleta, o percentual de gordura diminuiu 10,4% em média, enquanto os grupos 1 e 2 a redução foi de apenas 4,6% e 4,9%, respectivamente. Isso se deve ao fato de os atletas terem mais facilidade para queimar gordura;
• houve aumento do perímetro da coxa, perna e braços dos grupos 2 e 3. O grupo que tomou placebo teve redução dos perímetros, apesar de praticar os exercícios;
• foi registrado aumento na quantidade de água em todos os grupos, principalmente no grupo 2, o que pode sugerir que a creatina provoca a retenção de água nos músculos;
• houve aumento na potência das pernas em todos os grupos. Os atletas não tiveram resposta expressiva, pois já faziam atividade e o corpo já estava adaptado;
• mesmo com o aumento da massa corporal, os testes de salto horizontais revelaram aumento na distância saltada e na velocidade de execução;
• Os grupos que receberam a suplementação se saíram melhor no teste de deslocamentos vertical máximo.

Apesar de o resultado do trabalho atestar que a creatina traz benefícios em curto espaço de tempo, Riehl recomenda que a suplementação seja feita com acompanhamento de um nutricionista. De acordo com a professora, do Departamento de Nutrição da UnB, Tereza Macedo, o uso indiscriminado de suplementos não é recomendado e o excesso pode causar problemas à saúde.

Saiba mais sobre a creatina
É um composto orgânico sintetizado a partir de três aminoácidos (glicina, metionina e arginina), obtidos a partir da degradação de proteínas da dieta ou dos tecidos. É estocada principalmente nos músculos na forma de creatina livre e fosfocreatina. Desempenha importante papel na reposição dos estoques de ATP já que é a principal molécula na ressíntese desse ATP nos primeiros dez segundos de atividades máximas. ATP é a molécula que, quando degradada, libera energia para contração muscular. É encontrada principalmente na carne de boi, porco, peixe e de outros animais (Fonte: http://www.brasilmedicina.com).

Fonte: http://www.unb.br/acs/bcopauta/educacaofisica1.htm

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Programação da madrugada de 23-24 nos canais Sportv

00h00
Ginástica rítmica Equipe - geral Final Local: Ginásio Nacional

01h00
Basquete Masculino Disputa do bronze Local: Ginásio Olímpico de Basquete
01h00
Vôlei Masculino brasil em ação Final - Brasil x EUA Local: Ginásio da Capital

02h00
Pólo aquático Masculino Disputa do 5º lugar - Croácia x Espanha Local: Parque Aquático Yingdong

02h30
Handebol Masculino Decisão do bronze - Croácia x Espanha Local: Ginásio do Centro Olímpico
Boxe Mosca-ligeiro(até 48kg) Final - Zou Shiming (CHN) x Serdamba Purevdorj (MGL) Local: Ginásio dos Trabalhadores ver resultado fechar resultado
Resultado: medalhas de bronze 3 - Patrick Barnes (IRL)
medalhas de bronze 3 - Yampier Hernandez (CUB)

03h06
Boxe Galo (até 54kg) Final - Yankiel Leon (CUB) x Badar-Uugan Enkhbat (MGL) Local: Ginásio dos Trabalhadores ver resultado fechar resultado
Resultado: medalhas de bronze 3 - Veaceslav Gojan (MOL)
medalhas de bronze 3 - Bruno Julie (MAU)

03h20
Pólo aquático Masculino Disputa do bronze - Montenegro x Sérvia Local: Parque Aquático Yingdong

03h30
Basquete Masculino Final Local: Ginásio Olímpico de Basquete

03h41
Boxe Leve (até 60kg) Final - Alexey Tishchenko (RUS) x Daouda Sow (FRA) Local: Ginásio dos Trabalhadores ver resultado fechar resultado
Resultado: medalhas de bronze 3 - Hrachik Javakhyan (ARM)
medalhas de bronze 3 - Yordenis Ugas (CUB)

04h16
Boxe Meio-médio (até 69kg) Final - Carlos Banteaux (CUB) x Bakhyt Sarsekbayev (CAZ) Local: Ginásio dos Trabalhadores ver resultado fechar resultado
Resultado: medalhas de bronze 3 - Hanati Silamu (CHI)
medalhas de bronze 3 - Kim Jung Joo (COR)

04h40
Pólo aquático Masculino Final - Hungria x EUA Local: Parque Aquático Yingdong

04h45
Handebol Masculino Final - França x Islândia Local: Ginásio do Centro Olímpico

04h51
Boxe Meio-pesado (até 81kg) Final - Zhang Xiaoping (CHN) x Kenny Egan (IRL) Local: Ginásio dos Trabalhadores ver resultado fechar resultado
Resultado: medalhas de bronze 3 - Tony Jeffries (UK)
medalhas de bronze 3 - Yerkebuian Shynaliyev (CAZ)

05h26
Boxe Superpesado (acima de 91kg) Final - Zhang Zhilei (CHN) x Roberto Cammarelle (ITA) Local: Ginásio dos Trabalhadores ver resultado fechar resultado
Resultado: medalhas de bronze 3 - Vyacheslav Glazkov (UCR)
medalhas de bronze 3 - David Price (UK)

Programação nos canais Sportv para o dia 22/08

23h00
Tênis de mesa Individual - masculino Semifinal 1 - Wang Hao (CHN) x Jorgen Persson (SUE) Local: Universidade de Pequim
Saltos ornamentais Plataforma individual 10m - masculino Semifinal Local: Cubo D'Água

23h15
Handebol Feminino Disputa do 5º lugar - China x França Local: Ginásio do Centro Olímpico

23h30
Beisebol Masculino Disputa do bronze - EUA x Japão Local: Estádio de Beisebol
 
00h00
Hóquei sobre grama Masculino Disputa do 5º lugar - Grã-Bretanha x Coréia do Sul Local: Estádio de Hóquei
Tênis de mesa Individual - masculino Semifinal 2 - Wang Ligin (CHN) x Ma Lin (CHN) Local: Universidade de Pequim
Taekwondo Masculino - acima de 80kg Eliminatórias Local: Universidade de Ciência e Tecnologia

01h00
Futebol Masculino Final - Argentina x Nigéria Local: Estádio Olímpico - O Ninho do Pássaro ver resultado fechar resultado
Resultado: medalhas de bronze 3 - Brasil

01h30
Vôlei Feminino Disputa do bronze - China x Cuba Local: Ginásio da Capital

02h30
Handebol Feminino Disputa do bronze - Coréia do Sul x Hungria Local: Ginásio do Centro Olímpico

04h00
Nado sincronizado Equipe Final - rotina livre Local: Cubo D'Água
04h00
Ciclismo Estrada - Mountain Bike masculino brasil em ação Final Local: Circuito Laoshan de Bicicross
Taekwondo Feminino - acima de 67kg Quartas-de-final Local: Universidade de Ciência e Tecnologia

04h30
Canoagem Velocidade K1 - 500m masculino Final Local: Parque Shunyi de Remo e Canoagem

04h45
Handebol Feminino Final - Rússia x Noruega Local: Ginásio do Centro Olímpico
Canoagem Velocidade C1 - 500m masculino Final Local: Parque Shunyi de Remo e Canoagem

05h00
Taekwondo Masculino - acima de 80kg Quartas-de-final Local: Universidade de Ciência e Tecnologia

05h20
Canoagem Velocidade K1 - 500m feminino Final Local: Parque Shunyi de Remo e Canoagem

05h35
Canoagem Velocidade K2 - 500m masculino Final Local: Parque Shunyi de Remo e Canoagem

06h00
Taekwondo Feminino - acima de 67kg Semifinais Local: Universidade de Ciência e Tecnologia

06h05
Canoagem Velocidade C2 - 500m masculino Final Local: Parque Shunyi de Remo e Canoagem

06h20
Canoagem Velocidade K2 - 500m feminino Final Local: Parque Shunyi de Remo e Canoagem

06h30
Taekwondo Masculino - acima de 80kg Semifinais Local: Universidade de Ciência e Tecnologia

07h00
Hóquei sobre grama Masculino Disputa do bronze - Holanda x Austrália Local: Estádio de Hóquei
Beisebol Masculino Final - Cuba x Coréia do Sul Local: Estádio de Beisebol
Ginástica rítmica Individual geral Final Local: Ginásio Nacional
Taekwondo Feminino - acima de 67kg Repescagem Local: Universidade de Ciência e Tecnologia

07h30
Taekwondo Masculino - acima de 80kg Repescagem Local: Universidade de Ciência e Tecnologia

08h00
Atletismo Lançamento de dardo - masculino brasil em ação Final Local: Estádio Olímpico - O Ninho do Pássaro
Boxe Mosca (até 51kg) Final - Andris Laffita Hernandez (CUB) x Somjit Jongjohor (TAI) Local: Ginásio dos Trabalhadores ver resultado fechar resultado
Resultado: medalhas de bronze 3 - Vincenzo Picardi (ITA)
medalhas de bronze 3 - Georgy Balakshin (RUS)
Taekwondo Feminino - acima de 67kg Disputa do bronze 1 Local: Universidade de Ciência e Tecnologia

08h10
Atletismo Salto em altura - feminino Final Local: Estádio Olímpico - O Ninho do Pássaro

08h15
Taekwondo Feminino - acima de 67kg Disputa do bronze 2 Local: Universidade de Ciência e Tecnologia

08h30
Basquete Feminino Disputa do bronze - China x Rússia Local: Ginásio Olímpico de Basquete
Tênis de mesa Individual - masculino Disputa do bronze Local: Universidade de Pequim
Atletismo 800m - masculino Final Local: Estádio Olímpico - O Ninho do Pássaro
Taekwondo Masculino - acima de 80kg Disputa do bronze 1 Local: Universidade de Ciência e Tecnologia

08h36
Boxe Pena (até 57kg) Final - Khedafi Djelkhir (FRA) x Vasyl Lomachenko (UCR) Local: Ginásio dos Trabalhadores ver resultado fechar resultado
Resultado: medalhas de bronze 3 - Yakup Kilic (TUR)
medalhas de bronze 3 - Shahin Imranov (AZE)

08h45
Taekwondo Masculino - acima de 80kg Disputa do bronze 2 Local: Universidade de Ciência e Tecnologia

08h50
Atletismo 1.500m - feminino Final Local: Estádio Olímpico - O Ninho do Pássaro

09h00
Vôlei Feminino brasil em ação Final - Brasil x EUA Local: Ginásio da Capital
Saltos ornamentais Plataforma individual 10m - masculino Final Local: Cubo D'Água
Taekwondo Feminino - acima de 67kg Final Local: Universidade de Ciência e Tecnologia

09h10
Atletismo 5.000m - masculino Final Local: Estádio Olímpico - O Ninho do Pássaro

09h11
Boxe Meio-médio ligeiro (até 64kg) Final - Felix Diaz (DOM) x Manus Boonjumnong (TAI) Local: Ginásio dos Trabalhadores ver resultado fechar resultado
Resultado: medalhas de bronze 3 - Roniel Iglesias Sotolongo (CUB)
medalhas de bronze 3 - Alexis Vastine (FRA)

09h15
Taekwondo Masculino - acima de 80kg Final Local: Universidade de Ciência e Tecnologia

09h30
Hóquei sobre grama Masculino Final - Alemanha x Espanha Local: Estádio de Hóquei
Tênis de mesa Individual - masculino Final Local: Universidade de Pequim

09h40
Atletismo Revezamento 4x400m - feminino Final Local: Estádio Olímpico - O Ninho do Pássaro

09h46
Boxe Médio (até 75kg) Final - Emilio Correa (CUB) x James DeGale (GBR) Local: Ginásio dos Trabalhadores ver resultado fechar resultado
Resultado: medalhas de bronze 3 - Vijender Kumar (IND)
medalhas de bronze 3 - Darren Sutherland (IRL)

10h05
Atletismo Revezamento 4x400m - masculino Final Local: Estádio Olímpico - O Ninho do Pássaro

10h21
Boxe Pesado (até 91kg) Final - Rakhim Chakhkiev (RUS) x Clemente Russo (ITA) Local: Ginásio dos Trabalhadores ver resultado fechar resultado
Resultado: medalhas de bronze 3 - Deontay Wilder (EUA)
medalhas de bronze 3 - Osmay Acosta (CUB)

11h00
Basquete Feminino Final - EUA x Austrália Local: Ginásio Olímpico de Basquete

20h30
Atletismo Maratona - masculino brasil em ação Final Local: Estádio Olímpico - O Ninho do Pássaro

21h00
Handebol Masculino Disputa do 7º lugar - Coréia do Sul x Dinamarca Local: Ginásio do Centro Olímpico

22h30
Pólo aquático Masculino Disputa do 9º lugar - Itália x Alemanha Local: Parque Aquático Yingdong

23h00
Vôlei Masculino Disputa do bronze - Rússia x Itália Local: Ginásio da Capital

23h15
Handebol Masculino Disputa do 5º lugar - Polônia x Rússia Local: Ginásio do Centro Olímpico

23h50
Pólo aquático Masculino Disputa do 7º lugar - Grécia x Austrália Local: Parque Aquático Yingdong