quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Anorexia é coisa de homem?

Engana-se quem pensa que esses problemas - anorexia nervosa e bulimia - atingem apenas as mulheres. Os homens são cada vez mais afetados por essas doenças, que comprometem a percepção da forma e do peso levando as pessoas a passar fome ou a provocar o vômito. O psiquiatra Arthur Kaufman, coordenador do Projeto de Atendimento ao Obeso do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas, em São Paulo, explica como elas se manifestam e os tratamentos.

Anorexia nervosa
É diagnosticada pela privação da alimentação, pelo medo mórbido de engordar e pela busca incessante de ficar magro, fugindo do padrão estético.

Sintomas: níveis mais baixos de testosterona, o que causa diminuição do apetite e da atividade sexual. Quando estão seriamente abaixo do peso, muitos pacientes também manifestam sintomas depressivos, retraimento social, irritabilidade e insônia.

Como tratar: freqüentemente é necessária a internação, pois a pessoa se encontra fraca e desnutrida e, como ainda se vê gorda,continua sem vontade de comer.

Bulimia
Consiste em comer grandes quantidades de alimentos descontroladamente e provocar o vômito em seguida, além de usar laxantes e diuréticos em excesso por pelo menos duas vezes na semana durante três meses.

Sintomas: há obsessão pelo corpo perfeito, por dietas e exercícios. Também pode provocar dores musculares e cãibras, inflamação na garganta, cáries nos dentes, desidratação, desnutrição, fraqueza, desmaios, vômitos com sangue e rosto inchado por inflamação das glândulas salivares.

Como tratar: psicoterapia, uso de medicação e, em casos mais sérios, internação.