quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Quer ficar assim?

Desista. Para isso tem de contratar a personal trainer de 
Madonna e fazer ginástica extenuante e regime de fome


PEQUENA MESTRA
Tracy, em pose de artista: "Não trabalho com gente preguiçosa"

Quando desembarcar no Brasil em dezembro, para shows no Rio de Janeiro e em São Paulo, Madonna poderá até aproveitar a solteirice recém-adquirida, mas a companhia mais consistente (na verdade, músculo puro) será Tracy Anderson, a personal trainer de quem não desgruda, sobretudo durante as turnês. Como exige seu ofício, Tracy, 33 anos, é uma propaganda ambulante de si mesma. Baixinha, parece insignificante na foto abaixo. Mas, mostrada em ação como na foto maior, a ex-bailarina de 1,52 metro e 44 quilos vira um fenômeno de pernas poderosas, braços esculpidos e barriga tão negativa que parece que vai encostar na coluna vertebral. Tracy assumiu o treinamento de Madonna há dois anos e fez o impossível: esmerilhou ainda mais o corpo de uma bailarina e malhadora compulsiva que tem o compromisso perante o palco mundial de sempre fazer mais e melhor. Chegou até a cantora por meio de uma amiga a quem prestava serviço, a atriz Gwyneth Paltrow, outro inacreditável caso de evolução estética. Por intermédio das duas clientes famosas, encarou um terceiro e bem maior desafio, o representado pela estilista Stella McCartney, cuja silhueta mais cheia já conseguiu afinar consideravelmente. O que faz de Tracy uma instrutora tão especial? Um método de exercícios (e dieta, se precisar) que reúne intensidade brutal e muita variedade de movimentos, trabalhando em particular a musculatura periférica, de forma a deixar o corpo feminino esculpido com precisão, mas sem o jeitão pesado de quem malha demais. "Eu tenho a sorte de conhecer dança e coreografia. Apoiada nesse conhecimento, e também em pesquisas e estudos, sou capaz de inventar equipamentos e movimentos que vão formar o corpo que a cliente quer", afirmou a VEJA, com modéstia inversamente proporcional à altura. "Consigo olhar para uma pessoa e saber exatamente do que ela precisa. Exijo o compromisso de treinar seis dias por semana, umas duas horas por dia. Se esse esquema for seguido, os resultados são imediatos. Reduzo qualquer manequim 44 para 36."

Tracy é dona de uma academia de ginástica em Los Angeles desde 2004 (pretende abrir outra em Nova York em 2009). Chama-a pelo nome mais chique de "estúdio" e resume em poucas palavras o que atraiu a clientela famosa: "Todo mundo começou a ver resultados incríveis". Inclusive Gwyneth, que em 2006, com 9 irremovíveis quilos a mais decorrentes da gravidez do segundo filho, recorreu a seus préstimos, gostou, indicou para as amigas e mudou a vida da treinadora. No estúdio, os alunos têm aulas particulares – mensalidade de 575 dólares, ou 1 300 reais – num aparelho cheio de molas e cordas chamado Hybrid Body Reformer, que Tracy projetou e para o qual criou cerca de 3.000 movimentos. Um dos talentos dela é justamente inventar exercícios, quase todos baseados em seus tempos de balé, e depois adaptá-los à esteira, aos levantamentos de peso, aos abdominais e às frenéticas coreografias que preconiza. Nascida em Indiana, Tracy foi à meca dos aspirantes a artista, Nova York, decidida a fazer carreira na dança. O sonho gorou quando engordou 15 quilos. Na busca de meios de voltar à forma ("Nada que existia no mundo funcionava comigo"), pesquisou durante dez anos, desenvolveu seu próprio método e mudou-se para o mundo da educação física.

Sempre por perto das três meninas poderosas, Madonna, Gwyneth e Stella, Tracy está solteira e tem um filho de 10 anos. Não se mete de jeito nenhum no divórcio da cantora, cercado de boatos de que a dedicação dela à malhação era tamanha que não abria espaço às obrigações conjugais com o ex, Guy Ritchie. Mas, de forma geral, o que Tracy acha melhor, sexo ou ginástica? "No momento, ginástica", responde. Jura que adora comer, embora o cardápio seja desanimador. "Barrinhas de cereal, que, além de gostosas, são muito nutritivas"; sucos verdes "com muita cenoura, espinafre e repolho"; bebidas energéticas ("Sou viciada"); e à noite pratos leves, "como uma salada com salmão ou frango". Passa a maior parte do tempo em Nova York e Londres, cuidando das clientes famosas, mas agora o mundo dela gira inteiramente em torno de Madonna. Seu dia começa às 7 horas e acaba por volta de meia-noite, dividido entre a manhã com o filho, depois treino pessoal e, por fim, a ocupação principal – Madonna, Madonna e Madonna. "Tenho de exercitá-la e cuidar da preparação para suas apresentações quase toda noite", diz. Para a cliente de 50 anos com corpinho fenomenalmente esculpido de 30, só tem elogios: "Ela é extremamente talentosa e dedicada. Eu não trabalho com gente preguiçosa". Dá para perceber.

Tortura de resultados

A fórmula de sucesso de Tracy se baseia na intensidade com variedade:

• duas horas de exercícios por dia, seis dias por semana

• para começar, trinta minutos de aquecimento na esteira, intercalando corrida rápida, marcha com joelho erguido e trote

• depois, uma hora de ginástica com pesos e abdominais, concentrando-se nos músculos periféricos

• e mais uma sessão de dança, bem puxada, ao ritmo do vídeo Dance Aerobics

 

Para secar a cliente, sugando de 1,5 a 2,5 quilos por semana, ela recomenda regime de fome:

• uma porção de carboidrato por dia, só com grãos integrais

• carnes magras, peixe, legumes, verduras e saladas sem um pingo de óleo nem temperos

• frutas, só morango e uva

• café e chá liberados, mas sem açúcar nem adoçante

• zero de refrigerante (inclusive diet), zero de álcool e zero de derivados de leite


Por: Carlos Giffoni