sábado, 10 de janeiro de 2009

Diferença entre Trote e Corrida

A corrida pode ser realizada com vários níveis de intensidade, dependendo do terreno, clima, objetivos do treinamento e nível de condicionamento. Trotar e correr são termos qualitativos que relacionam-se à velocidade com que o movimento da corrida é realizada.

Para entendermos a diferença entre trote e corrida, é preciso compreender as reações do organismo frente ao exercício. 

Para velocidades idênticas de corrida, um indivíduo altamente condicionado, corre com um percentual do Consumo de Oxigênio (VO2) mais baixo, que um corredor menos preparado. Isto significa que o atleta melhor condicionado possui maior economia de corrida. 

Esta diferença é determinada também pelo Limiar Anaeróbio, um ótimo preditor de performance dentro dos padrões necessários para a modalidade.

O Limiar Anaeróbio ou 2º limiar, momento onde os níveis de lactato sangüíneo começam a interferir na performance atlética (por exemplo, a contração muscular), depende dentre outros fatores do tipo de fibra muscular, intensidade da corrida e tempo de permanência na atividade. 

Nesta fase o corredor percebe que não conseguirá permanecer por muito tempo no ritmo imposto. As pernas endurecem, a sensação de "queimação" torna o movimento cada vez mais difícil. 

Esse fenômeno ocorre pelo aumento brusco da produção de ácido láctico. É possível verificar a incapacidade de manter um diálogo pelo aumento da freqüência respiratória e a técnica de corrida fica prejudicada. Este é tomado por um mal estar geral que o obriga a diminuir drasticamente o ritmo ou interromper a atividade. 

O corredor melhor condicionado possui um Limiar Anaeróbio mais elevado, por isso consegue manter um ritmo de corrida de alta intensidade por um período de tempo maior, este entre outros fatores, determina a performance dos atletas em provas de média e longa distância.  

A diferença do que é trote e o que é corrida, depende exclusivamente do nível de aptidão do praticante. O que é um trote para uma pessoa pode ser uma corrida para outra, é uma análise da percepção subjetiva de esforço. Por isso, a necessidade de avaliar e considerar as características biológicas no planejamento do treinamento.


por Andrigo Zaar

Nenhum comentário:

Postar um comentário