terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Vamos dançar?

Como é gostoso ir a uma festa e saber dançar! Pois é! Mas muitas pessoas têm vontade de dançar e não o fazem por afirmar não saber dançar



 

Depois de muito tempo fora de moda, já que durante um bom período a moda era dançar sozinha(o) (principalmente na época das discotecas), volta a crescer a procura pelas aulas de dança de salão.

No Brasil a dança de salão foi introduzida em 1914, quando a suíça Louise Poças Leitão, fugindo da I Guerra Mundial, aportou em São Paulo. Ensinando valsa, mazurca e outros ritmos tradicionais para a sociedade paulista. Madame Poças Leitão não imaginava que iria criar uma tradição tão forte, seguida por discípulos que continuariam a divulgar a dança de salão.

 
Esta aula mistura muitos ritmos, dependendo de cada escola e traz muita diversão. Veja abaixo alguns benefícios da dança em geral: 

"A dança de salão traz desenvoltura e desinibição ao praticante"

- Melhora a coordenação motora, o ritmo, a memória, a flexibilidade, o equilíbrio, a concentração, a resistência e a força muscular, a postura, a consciência corporal, entre outros. 
- Combate o estresse.
- Aumenta a auto-estima.

- Melhora as funções vitais do organismo, como digestão, respiração e circulação. 
- Gera bem estar.
- Melhora muito o condicionamento cardio-respiratório.
- Entretém, de forma gostosa, quem pratica a dança.
- Aumenta a sociabilização.
- Traz desenvoltura e desinibição ao praticante.
- Trabalha o corpo todo, deixando-o saudável e bonito.
- Alto gasto calórico.

Sabemos que o gasto calórico varia de pessoa para pessoa, dependendo do metabolismo de cada um, do peso corporal, do tempo e intensidade da atividade entre outros fatores, mas em geral uma pessoa de 60 kg pode gastar em média 750 calorias dançando por 1 hora. Na dança de salão, claro que num ritmo mais intenso você poderá gastar mais calorias do que num ritmo mais lento. Tudo depende da intensidade da dança.

Selecionamos para vocês, os ritmos mais ensinados nas escolas de dança.

VALSA - A Valsa, baseada em compassos ternários, surgiu nas regiões campestres da Alemanha e Áustria, desenvolvendo-se a partir do Minueto e do Laendler (dança popular Austríaca). Atualmente, se faz presente em ocasiões especiais como casamentos, festas de debutantes e etc.

FOXTROTE - Palavra originária do inglês foxtrote refere-se a uma dança de salão, de par, oriunda dos EUA, em compasso binário e ritmo sincopado, ou em compasso quaternário, com passos vagarosos e corridos, e que pode ter andamento rápido ou lento.

SWINGUE - Tem origem na América do Norte e surgiu do foxtrote, na década de 40. Mais movimentado que seu antecessor, alterou os padrões de dança de salão. Os dançarinos podiam fazer malabarismos, como jogar a parceira para cima.

TANGO - O Tango surgiu no Rio da Prata, entre o Uruguai e a Argentina, no final do século XIX e desde então, vem sofrendo mudanças sucessivas até chegar ao que conhecemos, atualmente, dançado pelo casal abraçado. No tango de salão é o cavalheiro que conduz a dama que o corresponde em harmonia. O tango de salão não tem movimentos espalhafatosos e seqüências combinadas diferente do tango-show, mais conhecido e apreciado.

SAMBA - O samba é uma dança popular originada de ritmos, danças sociais e religiosas dos negros africanos que se fundiu às danças e cantos sagrados dos indígenas brasileiros e que foi levado para a Bahia pelos escravos enviados para trabalhar nas plantações de açúcar.

SAMBA DE GAFIEIRA - Em meados da década de 1940 e na década de 1950, o samba começa a receber influências rítmicas latina e americana, passa a ser instrumental e começa a ser dançado aos pares nos salões públicos, gafieiras e cabarés do Rio de Janeiro.

PAGODE - É um  fenômeno comercial na década de 1990. Com características do choro, tem um andamento de fácil execução para os dançarinos.

SAMBA ROCK - A batida peculiar desse samba foi inventada por Jorge Bem Jor e, a princípio, foi chamada de sacundin sacunden, depois, na época da jovem guarda, virou jovem samba, e, mais tarde, sambalanço. A partir dos anos 70, passou a ser conhecido como suíngue ou samba-rock.

BOLERO - Consta que seu nome deriva da palavra espanhola volero (devolar = voar) ou das bolinhas que eram usadas presas nos vestidos das dançarinas ciganas (boleras), que pareciam voar enquanto dançavam. Quando você ouvir a expressão "dois pra lá, dois pra cá", com certeza estarão falando do bolero, pois essa é a base para se dançar esse ritmo que se desenvolveu, principalmente, em Cuba e outros países da América Central. O bolero é uma dança agradável e elegante com letras sentimentais e por isso permanece até nossos dias.

CHA-CHA-CHA - Segundo alguns autores é uma dança derivada da rumba e ligada ao mambo. Seu nome é devido ao som produzido pelos dançarinos nas pistas de dança. Nas músicas há um predomínio de instrumentos de sopro.

FORRÓ - O forró, assim como o samba, tem raízes de influência africana e européia misturadas à nossa cultura indígena e que nasceu no Nordeste. O forró foi difundido pelo país na década de 40 por Luiz Gonzaga. Atualmente, quase sessenta anos depois, o forró reaparece com grande sucesso, deixa de ser só uma música de migrantes nordestinos e atinge todo o publico. Os ritmos são xote, baião, xaxado e coco entre outros.

MERENGUE - Tem sua origem na Republica Dominicana e seu nome é derivado do apelido dado aos invasores franceses no século XVII (merengue). Tem ritmo veloz e malicioso. A característica principal do merengue é o quadril que se move horizontalmente de um lado para o outro. 

SALSA - O nome salsa se refere ao tempero, a algo picante, o que caracteriza efetivamente o ritmo. A salsa cada vez mais se incorpora às danças tradicionais de salão no Brasil, mas teve seu auge na década de 60.

LAMBADA - Dança adaptada do Carimbó, nasceu em Belém do Pará. É uma das danças mundiais mais modernas, surgida em 1976. Sofreu influência e influenciou vários ritmos como o zouk, a salsa e o merengue, entre outros ritmos caribenhos.

ROCK - Termo originário do inglês rock('n'roll) é designação de uma dança muito movimentada, de origem norte-americana, que surgiu na década de 50. Do ponto de vista musical, o rock surgiu da fusão da música country, e do rhythm and blues. Inicialmente de música muito simples, era um estilo de forte ritmo dançante.

Fonte: http://cyberdiet.terra.com.br/cyberdiet/colunas/060605_fit_dancar.htm