segunda-feira, 11 de maio de 2009

Mais perguntas de blogueiros

Tenho 43 anos e sou corredor iniciante. Treino com um treinador experiente para obter mais embasamento. Ele defende a prática da corrida na ponta do pé. Estou um pouco inseguro na adoção desta técnica e por isso gostaria de saber sua opinião.

A corrida nas pontas dos pés é uma técnica muito utilizada por corredores de elite, pois realmente é mais eficiente. No entanto, os corredores de elite são muito leves e rápidos. A técnica de corrida ainda é um tema obscuro dentro do treinamento desportivo, pois carece de estudos que investiguem se realmente existe um jeito mais ou menos eficiente/lesivo de correr. O que já se comprovou é que o uso de superfícies mais macias, como a terra e a grama oferecem menor impacto e o fortalecimento da musculatura protege contra lesões. 

Tenho 42 e pratico atividade física há mais ou menos dez anos, diariamente. Já tive meus altos e baixos, mas ultimamente nada me faz faltar à academia. Faço 1h30 a 2 horas por dia de musculação ou treino funcional dado por meu professor e esteira/bicicleta/transport. A dúvida é: se não vou para a academia ela não me sai da cabeça e "tenho" que dar um jeito e ir mais tarde, a sensação é de que falta algo...estou viciada! Esse vício é físico ou psicológico? Como lidar com isso? Por que as vezes não dá pra ir diariamente e lógico meu marido acha isso um absurdo e eu também, mas é mais forte que eu. Você me entende?

Bem vinda ao mundo dos viciados em endorfina. Esta substância, assim como outros opioides endógenos (fabricados pelo próprio corpo), provoca uma sensação agradável de euforia e analgesia quando o corpo é submetido a exercícios. É claro que também existe a questão do hábito e psicossocial, relacionados ao aspecto psicológico. 

Tenho uma dúvida sobre consumo de calorias. Tenho 32 anos, meço 1,67 e peso 58 kg. Corro três vezes por semana na esteira, a uma velocidade de 10,3 km/h, durante uma hora. Ao final desse treino, a esteira registra que perdi 605 calorias. Entretanto, meu polar marca que as calorias perdidas foram 389. Não sei em que 'acreditar'. Confesso que acho pouco perder 390 cal, correndo, rápido, durante uma hora. Acho que as 605 estão mais certas. Mas o que você acha?

De fato, há grande variação nas estimativas de gasto calórico. Eu sugiro utilizar o Teste Eletrônico para Cálculo de Calorias Despendidas em Atividades Físicas, Esportes em Geral e Atividades Ocupacionais (atividades do dia a dia), através do endereço:
http://www.cdof.com.br/nutri1.htm
É um site bastante confiável, com referências bibliográficas e gerenciado por profissionais da área de saúde.  E, se você quiser ter a maior precisão possível, recomendo que procure um laboratório de medicina esportiva e faça um teste ergoespirométrico, pois, através do seu consumo de oxigênio em diversas velocidades de corrida, será possível determinar seu gasto calórico nas mais variadas intensidades e inclusive a porcentagem de gordura e carboidratos queimada em cada uma delas.

Faço caminhadas, e agora gostaria de começar a correr, por onde começo?

Procure iniciar realizando entre 1 e 2 minutos de corrida em ritmo leve e confortável, intercalando com 3 a 4 minutos de caminhada. Procure repetir este processo por cerca de 20 a 30 minutos por sessão e busque superfícies macias, como a grama e terra. A cada semana aumente 30 segundos e diminua o de caminhada, fazendo com que a proporção de corrida aumente e de caminhada diminua. Em 4 ou 5 semanas você deverá estar correndo cerca de 20 minutos. Para prevenir o aparecimento de lesões, faça uma ou duas sessões semanais de fortalecimento, principalmente das pernas.