sábado, 1 de agosto de 2009

Exercício saudável durante o inverno

Durante o inverno, as temperaturas caem e geralmente acabamos fechando as portas e janelas, o que, de acordo com especialistas, aumenta o risco de contrair gripes e resfriados. Além disso, com o frio o ar fica mais seco e a consequência é o aumento da concentração de poluentes. Em resumo, o inverno acaba exigindo mais do sistema imunológico.

Quando pensamos em saúde e exercício, acabamos muitas vezes imaginando que, quanto mais atividade, melhor. Será?

A importância da prática da atividade física não se discute, mas há diversos estudos mostrando que pouco ou muito exercício são igualmente nocivos à saúde. Parece haver uma dose "ideal" em termos de quantidade e intensidade de exercício, a qual diminui a incidência de infecções do trato respiratório, conforme a figura abaixo:


Em termos práticos, isso quer dizer que tanto indivíduos sedentários como os atletas que se submetem a treinamento extenuante e muito frequente estão mais predispostos a gripes e outras doenças infecciosas, em função de apresentar um sistema imunológico debilitado. E aqueles que realizam atividade física de forma moderada, isto é, sem exageros e de acordo com seus limites, acabam reforçando a sua imunidade.

De fato, diversas pesquisas têm comprovado que o sistema imunológico de maratonistas fica debilitado após as maratonas e que inclusive aumentam as taxas de doenças infecciosas para este grupo.

Um outro cuidado se refere à prática esportiva durante o período de incubação de doenças infecciosas. Há evidências de que os sintomas são mais graves e a duração da doença aumenta. Sabe quando você se sente fraco, debilitado? Nestas condições o melhor mesmo é repousar e esperar seu corpo se recuperar.

E o efeito crônico do exercício?

Até agora discutimos o efeito agudo do exercício, isto é, o que acontece imediatamente após realizarmos uma atividade esportiva. E ficou comprovado que as sessões muito longas e/ou exaustivas nos deixam debilitados. Mas qual o efeito sobre o sistema imunológico para quem se exercita regularmente? As estatísticas ficam a favor dos praticantes regulares de exercício, principalmente quando a frequência semanal fica entre três e cinco, o que parece ser a dose ideal para o sistema imunológico.

Para quem quiser saber mais sobre o assunto, acesse aqui o link para obter o artigo original.

Por Renato Dutra