quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Quer queimar mais gordura? Invista na criação de mitocôndrias!


renato-esteira-veja-com
Recebo muitos e-mails perguntando sobre como emagrecer ou, o mais importante, como se livrar das gorduras indesejadas. Só que o nosso organismo tem muito mais facilidade de ARMAZENAR do que QUEIMAR gordura. Afinal, esta capacidade era fundamental para o homem primitivo, que não sabia quando teria alimento disponível. Entretanto, nos dias de hoje, esta adaptação nos causa problemas estéticos e de saúde, e toda e qualquer abordagem que nos ajude a queimar os estoques em excesso da famigerada gordura são bem-vindos. A boa notícia é que há um caminho para maximizar a queima de gordura, ainda que exija organização pessoal e muita disciplina.

Além da regra básica de investir em uma alimentação balanceada e de preferência orientada por profissionais da área de nutrição, para queimar bastante gordura é essencial aumentar o número e o tamanho das mitocôndrias, que são organelas responsáveis pelo processo de queima das gorduras. No entanto, para multiplicá-las e aumentá-las é necessário fazer exercícios prolongados (acima de 40 minutos) e com frequência praticamente diária. É por esta razão que as pessoas comentam que aulas de spinning ou treinos de corrida fazem o indivíduo "secar".

Sim, ao realizar treinos aeróbios frequentes e prolongados, o corpo acaba se adaptando a esta demanda energética aumentada. Uma forma de gerar mais energia é queimar os estoques de gordura que ficam armazenados na cintura, abdome, coxas e outras regiões.  De fato, a queima das gorduras gera muito mais energia do que queimar carboidratos. Só que, para "ensinar" o corpo a queimar mais gordura, é preciso realizar estímulos (sessões de exercícios aeróbios - contínuos ou intervalados) prolongados e com frequência semanal alta. Assim, além do elevado gasto calórico semanal, o indivíduo passa a queimar mais gordura durante o exercício, mas também em repouso, facilitando ainda mais o processo de emagrecimento. Portanto, mais uma razão para seguir programas de caminhada, bike, natação e corrida. Até porque ainda não foi inventado nenhum remédio ou suplemento que provoque algum efeito nas preciosas mitocôndrias. O exercício continua sendo o melhor remédio neste caso.

Por Renato Dutra