terça-feira, 7 de setembro de 2010

Lewis Hamilton

Piloto de Fórmula um, 25 anos, inglês.

Depoimento a Magda Maiocchi

"Um dos momentos em que estou menos tranquilo é quando estou no carro… mas com outros guiando!"

A corrida é uma parte fundamental de meu trabalho porque me ajuda a guiar melhor. A frequência cardíaca média de um piloto durante uma competição de F1 é de 170 batidas por minuto e um Grande Prêmio dura quase duas horas... Para aguentar esse esforço é necessário exercitar o melhor possível o sistema cardiovascular, e a corrida é uma das melhores maneiras de fazer isto. Além disso, me ajuda a não ganhar peso, outro aspecto importante para um piloto.

Minha preparação é completa. Além da corrida, meu programa de treino inclui mountain bike, tênis, squash, sessões de academia, caiaque e, no inverno, muito esqui de fundo e caminhadas na neve.

A música me faz companhia em muitos dos meus treinos. Os gêneros que prefiro são o R&B e o hip-hop. Mas também gosto de correr no silêncio da natureza, sozinho com meus pensamentos.

As subidas não me assustam. Muitos dos meus treinos de corrida são em montanha e é maravilhoso: o ar fresco e o ambiente me estimulam a me empenhar a fundo.

Os músculos que mais exercito são os do pescoço, os mais solicitados nas curvas em alta velocidade e nas acelerações e freadas violentas, como por exemplo nos pit stop, quando se passa dos 200 aos 80 quilômetros por hora em poucos metros.

Gosto de correr de manhã. Me ajuda a liberar a mente e reordenar os pensamentos. É uma ótima maneira de começar o dia.

Meu campeão preferido no atletismo é uma minha conterrânea: Paula Radcliffe,fantástica maratonista. Mas meu ídolo absoluto no esporte é Muhammad Ali, o maior pugilista de todos os tempos e, principalmente, um grande homem.

Corro muito nos meses que antecedem o início do Mundial de Formula 1, quando preciso entrar em forma e desenvolver o sistema cardiovascular para melhorar a resistência aeróbica e a velocidade. Nesses meses, corro quase 500 quilômetros.

Competições? Desde os tempos de escola que não participo de uma prova de corrida e não creio que esse seja o momento para tentar novamente. Para correr uma maratona eu deveria fazer uma preparação específica, diferente daquela que necessito hoje para meu trabalho. Talvez no futuro…

Gosto de me sentir em forma e de me exercitar, mas em certos dias, quando a planilha prevê um treino pesado, ma dá uma vontade de ficar em casa...