segunda-feira, 22 de novembro de 2010

É possível ser um gordinho saudável?

Muito se comenta a respeito dos efeitos nocivos do acúmulo de gordura, principalmente na região abdominal. Há diversas pesquisas que relacionam a medida da circunferência abdominal com o risco coronariano. No entanto, há um grupo de pessoas que desafiam esse conceito. São indivíduos que, apesar de apresentar um sobrepeso considerável, são extremamente saudáveis, com baixos níveis de colesterol ruim (LDL, VLDL), colesterol bom elevado (HDL) e pressão arterial normal (120/80 mmHg). Eles são descritos pelos especialistas como os "gordinhos saudáveis".

Tive o privilégio de conhecer alguém com esse perfil, o Sr. Valdeci, carteiro há mais de 14 anos e que apresenta um grande sobrepeso. Ele aceitou a minha proposta de, durante uma semana de trabalho, usar um pedômetro (aparelho medidor do número de passos dados). Eu pedi ao Valdeci para colocar o pedômetro na cintura ao sair de casa e somente guardá-lo quando fosse dormir. Ele também deveria anotar o número de passos acumulados a cada dia da semana. Abaixo, é possível visualizar os resultados:
Como podemos observar, o Valdeci acumulou, em média, 21 430 passos por dia. Em relação a pessoas sedentárias, ele se movimenta quase quatro vezes mais que a maioria da população. Apesar do seu sobrepeso (IMC de 29,5), Valdeci apresenta pressão arterial normal (120/80 mmHg), índices de colesterol e glicemia saudáveis (ele realiza exames clínicos anualmente, por exigência da empresa). Conversando melhor com ele, descobri que sempre teve sobrepeso, desde criança. Seus pais também são gordinhos.
O que poderia explicar esse paradoxo? Acredito que a combinação entre fatores genéticos e atividade física regular favorecem a saúde. Em outras palavras, para uma avaliação completa, é preciso ir muito além de fatores superficiais, como o peso e a própria estética. A definição de "normal" deveria também considerar exames clínicos, que poderão surpreender até mesmo indivíduos bem magros e atléticos, com pressão arterial elevada e níveis alarmantes de colesterol ruim
IMC: O índice de massa corporal (IMC), calcula o peso ideal de uma pessoa com base no seu tamanho e peso. O índice de massa corporal é válido por um homem ou mulher adulta (18 a 65 anos).

O IMC é também chamado de índice Quételet (inventado pelo cientista belga Jacques Quételet, 1796-1874). A Organização Mundial da Saúde (OMS) define esse índice de massa corporal como o padrão para medir os riscos associados com sobrepeso em adultos.

Por Renato Dutra