terça-feira, 9 de agosto de 2011

O que vale nos aparelhos abdominais


Frequentemente somos bombardeados com diversas propagandas sobre aparelhos para fazer exercício abdominal. Todos os fabricantes, claro, prometem maravilhas sobre seus produtos, que em regra oferecem maior ganho de força e estética, em comparação aos exercícios tradicionais. Além disso, alguns anunciantes relatam que seus produtos são superiores também em termos de segurança, com menor risco de aparecimento de lesões na coluna. Será? 
Diante de tanta polêmica, decidi buscar algum estudo que investigasse e comparasse os efeitos gerados por diferentes exercícios para a parede abdominal. Confesso que não foi fácil encontrar, mas consegui um bastante interessante, realizado por um grupo de pesquisadores americanos**. O estudo diz:
1- Muito se promove, mas há pouca comprovação científica sobre os aparelhos para exercícios abdominais.
2- Não há diferença significativa no padrão de recrutamento muscular para a maioria dos diferentes tipos de exercícios abdominais, com ou sem aparelhos.
3- Sim, há um exercício com o uso de aparelho que apresenta maior grau de recrutamento muscular: o abdominal realizado na posição pronada em V, utilizando a roda abdominal dual ab. Há várias marcas à venda no mercado.
4- Apesar da crença de que é possível "isolar" partes do músculo com determinados exercícios, o que se observou é que a musculatura é recrutada de forma global.
Em termos práticos, isso quer dizer que se o leitor estiver disposto a investir em algum aparelho para abdominal, apenas um se mostrou superior – a roda abdominal. No entanto, a maioria dos exercícios tradicionais oferece boa ativação do abdominal e portanto não há necessidade de tanto preciosismo para o fortalecimento da parede abdominal.
** Schoffstall, J. E.; et. al. Electromyographic response of the abdominal musculature to varying abdominal exercises. J. Strength Cond. Res. 24(12):3422-3426, 2010.
Por Renato Dutra