terça-feira, 22 de novembro de 2011

Recordista brasileira de campanhas de lingerie nao faz dieta.

A catarinense Elizabeth Perfoll não dispensa um prato de feijão, arroz e massa.



Quem vê o corpo de Elizabeth Perfoll, 1,81m, 61 cm de cintura e 90 cm de quadril, pode pensar que a modelo, recordista de campanhas de lingerie no Brasil, passa fome para caber nas calcinhas e sutiãs com que posa. Mas ledo engano.

A catarinense, que virou modelo em 1997, quando ganhou aos 13 anos o concurso The Look of de Year, o mesmo que apresentou Gisele Bündchen ao mundo, não passa fome para vestir as lingeries com as quais fotografa. Seu único controle é evitar gorduras e doces. Para manter a forma, joga vôlei, faz musculação e ioga.

"Como arroz, feijão, massas, aipim... Quando exagero na comida, compenso no dia seguinte com uma comidinha mais leve: saladas ou sopa, que é a minha paixão! Amo sopa!", disse Elizabeth.

Ela já perdeu as contas para quantas marcas de lingerie já posou pelo mundo afora desde 2007, quando começou a fazer esse tipo de ensaio. No Brasil, posou para quase todas as grifes conhecidas e desconhecidas. Outro dia, assistindo à TV, Elizabeth se reconheceu em um anúncio de roupas íntimas.

"Ao me ver na TV, nem lembrava que eu tinha filmado aquele anúncio. Tem trabalhos que até esqueço. É muito louco!"

Em seu currículo estão também trabalhos em países como Estados Unidos, Alemanha, Itália e Argentina. E em breve ela embarcará para uma nova campanha na Espanha. A experiência globalizada dá a Elizabeth a autoridade de garantir que a lingerie brasileira é, sem dúvida, a melhor do mundo.

"Nossas calcinhas são iguais aos biquínis que usamos: confortáveis e sensuais. As calcinhas italianas são imensas, parecem uns shorts", disse.

Além de modelo, Elizabeth também é atriz, e seu primeiro trabalho na TV foi como Gisele no programa "Afinal, o que querem as mulheres", da Rede Globo. Casada desde setembro com o engenheiro carioca Marcos Moraes, com quem mora em São Conrado, na Zona Sul do Rio, ela reconhece que o marido sente ciúmes das fotos que faz de lingerie. Mas faz vista grossa.

"Nem dou espaço para esse tipo de sentimento. Ele me conheceu assim, é um trabalho que adoro e nem sei quando vou parar de fazer, pois me dá um bom retorno", disse Elizabeth.

Elizabeth Perfoll (Foto: Joaquim Nabuco / Divulgação)Elizabeth Perfoll já perdeu as contas das campanhas que fez





































Por Luciana Tecidio