quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

O consumo de coco ajuda a emagrecer e beneficia a beleza

Estudos recentes comprovaram que o coco não é um vilão da boa forma. Além de ajudar a emagrecer, ele é capaz de deixar a pele mais bonita.



Um copo de 200 mililitros possui apenas 45 calorias
Foto: Getty Images
Água, polpa e casca. Tudo se aproveita do coco, essa fruta tropical. Os benefícios também são diversos: hidratação, rejuvenescimento, saciedade e (quem diria) perda de peso! Mas é lógico que os resultados benéficos dependem da quantidade ingerida de cada uma das partes do coco.

A água super-hidrata

Sem dúvida, o líquido retirado da fruta ainda verde é um presente da natureza. Rico em vitaminas e minerais, hidrata e nutri o organismo no primeiro gole. "Isso acontece porque a água de cocotem uma composição próxima ao do plasma sanguíneo, sendo levada facilmente para dentro das células", explica a nutricionista Erika Almeida, da Ação Nutri Consultoria, em São Paulo.
O resultado aparece na pele: "É uma bebida que ajuda a prevenir rugas, manchas e sinais do tempo", afirma o médico sanitarista e pós-graduado em nutrologia Marcio Bontempo, de Brasília. Autor do livro "O Poder Medicinal do Coco e do Óleo de Coco Extravirgem" (Ed. Alaúde), ele ressalta que a água tem vitamina E, antioxidante capaz de combater o excesso de radicais livres, os temidos inimigos da pele lisa.
Existe outro bom motivo para você ser fiel à água de coco: diurética, reduz a retenção de líquido e o inchaço. E isso também ajuda a rejuvenescer. Mas vá devagar: apesar de ter poucas calorias (46 em um copo de 200 mililitros), não deve substituir a água pura. Beba no máximo três copos (600 mililitros) por dia. A água em caixinha é boa alternativa desde que livre de corantes e conservantes.

A polpa dá energia extra

Consumida após o exercício, a água de coco repõe os sais minerais perdidos com o suor, especialmente potássio - um copo (200 mililitros) tem 500 miligramas do mineral usado na contração e relaxamento dos músculos. É por isso que muita gente que faz atividade físicacostuma adotá-la como um isotônico natural.
polpa madura é outra parte ótima para quem malha. Mas, aviso: deve ser reservada para antes do treino, pois tem muitas calorias (354 em 100 gramas). "A vantagem da polpa é funcionar como fonte de energia rápida, melhorando o desempenho físico", diz o médico sanitarista Marcio Bontempo.

O consumo da fruta contribui para a conquista de um corpo mais sequinho
Foto: Getty Images

O óleo seca a gordura

Assim como a polpa, o óleo de coco não é magro. Ele tem 126 calorias em uma colher de sopa (15 mililitros). Mas veja só: é apontado como um ótimo coadjuvante na perda de peso. Uma pesquisa da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, mostrou que aliar o produto a uma dieta de baixa caloria derrete sete vezes mais a gordura abdominal. O segredo? Extraído da polpa madura, carrega principalmente gordura saturada. Você leu certo: saturada!
A maior parte, no entanto, é de triglicerídeos de cadeia média - um tipo de gordura que, quando chega ao fígado, vira energia rapidamente e, por isso, não é acumulada na forma de gordura. Já o ácido láurico (outra substância presente no óleo) tem ação anti-inflamatória e antioxidante, deixando o organismo menos resistente à perda de peso. "O óleo de coco também aumenta a saciedade, diminui a liberação exagerada de insulina e favorece o bom funcionamento do intestino", afirma a nutricionista Lucyanna Kalluf, do Instituto de Prevenção Personalizada, em São Paulo.
É pouco? O óleo de coco ainda é termogênico - ou seja, acelera a queima das gorduras estocadas. E ameniza a fissura por doce. Detalhe: prefira a versão prensada a frio. "Esse processo de fabricação preserva as propriedades benéficas do óleo, considerado um alimento funcional, que, além de nutrir, previne doenças", diz o médico sanitarista Marcio Bontempo. Mas pode ser usado para cozinhar. Mesmo submetido ao calor intenso, mantém as propriedades terapêuticas intactas. Use até duas colheres de sobremesa por dia para preparar os alimentos, em substituição ao óleo comum, ou cru na salada de fruta ou, ainda, batido no suco, no iogurte ou shake, deixando um suave sabor de coco. Prefere não arriscar? Existe a opção do óleo em cápsula - a recomendação é consumir de duas a quatro unidades por dia.

A farinha é campeã em fibras

Rica em fibras (2,5 gramas em uma colher de sopa/10 gramas), a farinha de coco também sacia e varre as toxinas para fora do organismo, favorecendo a dieta. Feita da película marrom que faz parte da casca e com um pouco da polpa, tem uma dose menor de ácido láurico que o óleo, mas é outro derivado do coco capaz de manter o intestino saudável. É livre de glúten, tem 54 calorias em uma colher de sopa e pode substituir parcialmente a farinha de trigo recomendada nas receitas de pães, bolos e tortas, sem o risco de deixar as preparações pesadas ou ressecadas. Ao contrário: "Levemente úmida, a farinha de coco confere leveza e maciez à massa", afirma a nutricionista Erika Almeida. Você também pode usar a farinha pura, misturada no suco ou polvilhada nas frutas
.

Veja as opções menos calóricas para rechear o pão

Manteiga, margarina, cream cheese, requeijão, maionese... Conheça as vantagens e desvantagens de cada produto e evite que o consumo de pão atrapalhe a dieta.



O seu pão está com os dias de monotonia contados
Foto: Dreamstime
Manteiga, margarina, cream cheese, requeijão, maionese... Light, com sabor, com baixo teor de gordura, com adição de nutrientes... Ufa! Para ajudar você a levar para casa apenas os melhores produtos, montamos um guia com as principais vantagens e desvantagens de cada um. Já adiantamos que é importante ficar de olho especialmente em calorias, gorduras e sódio. "As versões light são sempre as mais indicadas, pois apresentam uma redução no valor calórico ou na quantidade de gorduras", indica a nutricionista Juliana Watanabe, da Clínica BKNR, em São Paulo.

Manteiga

· Informações nutricionais - Por porção de 10 g: 74 calorias e 8,3 g de gorduras (4,8 g de gorduras saturadas).

· Coma - No máximo 1 colher (sopa) rasa por dia.

· É legal porque... - Possui vitaminas A e D, importantes para a visão e a pele e para os ossos, respectivamente, e proporciona sensação de saciedade.

· Cuidado! - Tem calorias, colesterol (por ser de origem animal) e gorduras saturadas em excesso. Muitas vezes a gordura trans está presente também. Carrega pouca quantidade de proteína.

· Na hora de escolher - A versão light, pouco comum no mercado, tem redução de calorias. Já a sem sal ajuda a reduzir o consumo de sódio e é indicada para hipertensos. Prefira marcas sem gordura trans.

Margarina

· Informações nutricionais - Por porção de 10 g: 59 calorias e 6,5 g de gorduras (2,1 g de gorduras saturadas).

· Coma - Uma colher (sopa) rasa por dia. É legal porque... Contém bem menos gordura saturada do que a manteiga e não apresenta colesterol (por ser de origem vegetal).

· Cuidado! - É calórica, não tem nada de proteína e, dependendo da marca, pode conter gordura trans.

· Na hora de escolher - Fuja da gordura trans. Se está controlando o peso, leve a light. "Já a opção rica em fitoesteróis é perfeita e ideal para quem tem colesterol total alto e LDL alto, pois os esteróis têm o poder de reduzir esses níveis - use somente se apresentar colesterol e/ou LDL alterados", diz a nutricionista Vanessa Franzen Leite, da Clínica de Emagrecimento, Saúde e Beleza, em Porto Alegre. "Mas, para conseguir baixar o colesterol com ela, devem ser consumidas 2 colheres (sopa) rasas por dia."

Maionese

· Informações nutricionais - Por porção de 12 g: 40 calorias e 4 g de gorduras (0,6 g de gorduras saturadas).

· Coma - De 2 a 3 colheres (sopa) por dia.

· É legal porque... - Tem poucas calorias e redução de gorduras totais e saturadas. "Seu principal ingrediente é água, o que explica o baixo valor calórico e gorduroso", diz Vanessa Franzen Leite. "A maionese industrializada não é mais a vilã."

· Cuidado! - Tem açúcar, ainda que em pequena quantidade, e nenhuma proteína.

· Na hora de escolher - Fique com as versões sem colesterol ou light.

Cream cheese

· Informações nutricionais - Por porção de 30 g: 75 calorias e 7 g de gorduras (4,3 g de gorduras saturadas).

· Coma - Uma colher (sopa) por dia.

· É legal porque... - "É um alimento rico em cálcio e proteína", afirma a nutricionista Leila Ali Hassan Kassab, do HCor, em São Paulo.

· Cuidado! - Como os outros produtos, tem gorduras saturadas, que, em excesso, aumentam os níveis de colesterol e o risco de doenças cardiovasculares.

· Na hora de escolher - Opte pelos light, que possuem, em média, redução de 25 a 30% do total de calorias em relação à versão original, além de menos gorduras saturadas. Com relação às versões com sabores, preste atenção: algumas têm menos calorias, mas podem apresentar acréscimo de gordura trans e aumento dos teores de sódio.

Requeijão

· Informações nutricionais - Por porção de 30 g: 78 calorias e 6,8 g de gorduras (4,3 g de gorduras saturadas).

· Coma - Uma colher (sopa) por dia.

· É legal porque... - "Uma boa vantagem é o aumento da ingestão diária de cálcio e proteína.

· Cuidado! - Carrega mais gordura saturada e sódio do que o cream cheese.

· Na hora de escolher - Os light são as melhores opções. Ao escolher, cuidado com o sódio das versões com sabor e preste atenção se o produto tem acréscimo de amido em sua composição - apesar de diminuir o custo, diminui também o valor nutricional.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Fisiculturista Chris Smith treina no Metroflex Gym


Campeão HW Júnior Nick Del Toro



Fisiculturista Corey Cotten treinando no Metroflex Gym Houston


Como eliminar as gordurinhas que sobraram


Como eliminar as gordurinhas que sobraram

Nem sempre é preciso recorrer à lipoaspiração e outras medidas radicais para eliminar as gordurinhas que resistem à dieta. Muitas vezes, pequenos ajustes na alimentação ou o uso de suplementos e cosméticos adequados podem ajudar a remover definitivamente aqueles depósitos de gordura que parecem resistir ao tempo. Mas, afinal, como se formam os depósitos de gordura? E por que não somem mesmo diante de tantos tratamentos?

Também conhecidos por gordura localizada, esses depósitos, geralmente, formam-se por erros na dieta, sedentarismo, estresse e herança genética.


Veja como cada um desses fatores atua na gordura acumulada:

- Erros na Dieta: Muitas pessoas fazem dietas radicais, passam fome e até emagrecem, mas não perdem a gordura que se localiza nos culotes, na barriga e na região dos "pneus". E o motivo é porque, na maioria das vezes, a dieta é feita de maneira errada, onde faltam elementos fundamentais para a correta distribuição da gordura corporal. Um exemplo disso são as dietas ricas em proteínas e pobres em carboidratos, polifenóis e ácidos graxos essenciais.

Os estudos mostram que a forma mais saudável de se alimentar e redistribuir a gordura corporal não é cortar os carboidratos bons e se nutrir só de proteínas de carne. Isso só irá trazer problemas de saúde ao longo dos anos e ainda gerar as indesejáveis gordurinhas.

Uma dieta para remoção da gordura localizada e para redistribuição da gordura que sobra deve incluir boas fontes de carboidratos como o spaghetti, arroz integral, aveia e pão integral, além de muito óleo de oliva extravirgem que fornece os ácidos graxos essenciais e muitas frutas como amora, morango, acerola e laranja que são ricas em polifenóis, necessários para impedir o acúmulo de mais gordura.

- Sedentarismo: Muitos estudos comprovam que a falta de exercícios físicos facilitam o acúmulo de gordura corporal, principalmente na região da cintura, um dos locais onde a gordura mais demora para sair. E nem sempre precisamos nos sacrificar nas academias ou suar nas aulas de spinning. Caminhadas regulares e longas e exercícios mais tranquilos e Yoga podem ter o mesmo efeito quando se trata de reduzir a gordura acumulada. 

- Estresse: O estresse é um dos principais responsáveis pelo acúmulo tão indesejado de gordura corporal e principalmente aquela gordura na região da barriga. Os estudos mostram que o estresse diário faz com que nosso corpo aumente a sua produção de hormônios, fazendo aumentar o apetite por doces. Por isso, a Yoga é duplamente recomendada para quem quer reduzir a gordura nesta região, pois, além de combater o sedentarismo, ainda é a melhor ginástica antiestresse.

- Genética: Nós somos cópias genéticas dos nossos pais e avós. Deste modo, temos a tendência de ter o mesmo corpo que eles. No entanto, sabemos que por meio da alimentação adequada, prática de exercícios físicos e uso de suplementos, podemos melhorar qualquer tendência genética. 

Suplementos que combatem as gordurinhas mais resistentes 
Graças às pesquisas na área da nutrição ortomolecular, hoje sabemos que muitos suplementos nutricionais podem ajudar no combate às gorduras localizadas sem prejudicar a saúde. Portanto, conheça os principais nutrientes que, somados a uma dieta equilibrada, podem ajudar na remoção das gordurinhas que sobraram:

- Óleo de cártamo: Muito popular atualmente, é um tipo de gordura boa e saudável vendida na forma de cápsulas. É rico num tipo especial de ômega-6, o CLA ou ácido linoleico conjugado, que reduz rapidamente a gordura da barriga. A dosagem ideal é de duas a três cápsulas de 1,0 grama ao dia, sempre tomada junto com as refeições.

- Óleo de Oliva: Os melhores são os italianos, aqueles que vêm em garrafas escuras e que contém no máximo 0,6% de acidez. E para que ele ajude a reduzir a gordura abdominal, é preciso consumir no mínimo duas colheres de sopa por dia, sempre colocadas sobre a comida.

- Cápsulas de Cromo: O cromo é um mineral muito importante para o metabolismo do açúcar e da gordura. Estudos comprovam que na dose de até 1,0 mg ao dia o cromo, em especial o cromo picolinato, ajuda na redução do apetite e na deposição e acúmulo de gordura corporal, além de proteger o organismo contra o diabetes e o colesterol.

- Óleo de Côco: Genuinamente brasileiro, ele promete ser a grande estrela do "emagrecimento" deste verão. Estudos mostram que o consumo de óleo de côco extravirgem, em cápsulas ou mesmo cru, colocado sobre o alimento, ajuda a emagrecer, remover a gordura acumulada e ainda reduzir o colesterol

Por Maurício Pupo

Fonte: http://vilamulher.terra.com.br/como-eliminar-as-gordurinhas-que-sobraram-2-1-13-811.html

sábado, 24 de dezembro de 2011

Um convite especial

facebook
Olá Blog,
Marcão Dick está convidando você para participar do Facebook. Uma vez que estiver participando, você poderá ver atualizações, fotos e muito mais de todos seus amigos... e compartilhar suas próprias!
Marcão Dick
90 amigos · 9 fotos · 9 mensagens do mural
Participe do Facebook
Essa mensagem foi enviada para marcao.dick.startrek@blogger.com. Caso não queira receber estes e-mails do Facebook no futuro ou não que seu endereço de e-mail seja usado para sugestões de amigos, clique em: cancelar inscrição.
Facebook, Inc. Attention: Department 415 P.O Box 10005 Palo Alto CA 94303

Um convite especial

facebook
Olá Blog,
Marcão Dick está convidando você para participar do Facebook. Uma vez que estiver participando, você poderá ver atualizações, fotos e muito mais de todos seus amigos... e compartilhar suas próprias!
Marcão Dick
90 amigos · 9 fotos · 9 mensagens do mural
Participe do Facebook
Essa mensagem foi enviada para marcao.dick.startrek@blogger.com. Caso não queira receber estes e-mails do Facebook no futuro ou não que seu endereço de e-mail seja usado para sugestões de amigos, clique em: cancelar inscrição.
Facebook, Inc. Attention: Department 415 P.O Box 10005 Palo Alto CA 94303

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Feliz Natal do Marcão acreditando em Papai Noel


Desejo que seu Natal seja sensacional.

 

E acreditando em Papai Noel por via das dúvidas.


Conheça os alimentos que combatem o envelhecimento

Você sabia que uma dieta rica em cálcio, potássio e cobre pode dar um basta no envelhecimento? Esses nutrientes combatem as dores e a falta de memória!


suco de laranja

Suco de laranja ajuda a combater a pressão arterial descontrolada
Foto: Dreamstime

O que comemos (ou não!) pode acelerar o envelhecimento e comprometer a nossa qualidade de vida. "Em geral, o brasileiro não está acostumado a ingerir frutas, legumes, óleos de boa qualidade, peixes e verduras todos os dias. Pelo contrário, nossas refeições estão recheadas de carboidratos, gorduras trans, alimentos processados e pobres em nutrientes, que comprometem o bom funcionamento do corpo e da mente", explica o endocrinologista Wilmar Accursio, presidente da Sociedade Brasileira para Estudos do Envelhecimento.

Entretanto, a boa notícia é que podemos adotar um cardápio com o objetivo de retardar ao máximo o início das doenças que acompanham o envelhecimento. "Tal processo está diretamente relacionado com o que comemos", diz o nutrólogo Alexander Gomes de Azevedo (SP). A seguir, descubra como corrigir sua alimentação:


A memória anda preguiçosa?


VOCÊ PRECISA DE: ômega 3

Os ácidos graxos ômega 3 e ômega 6 são tão importantes que, sem eles, os neurônios não funcionam direito, a memória falha e ainda é possível surgir a depressão. O endocrinologista Wilmar Accursio dá a dica: "consumido diariamente, o ômega 3, melhora as trocas entre as células e a velocidade de comunicação dos neurônios". Quando não conseguimos repor a deficiência desse nutriente, o nutrólogo Alexander Azevedo recomenda ingerir cápsulas de ômega 3. "Mas consulte um médico antes", alerta o especialista.

COMO DIAGNOSTICAR: faça um check-up da sua alimentação. Se diariamente você não come peixes, nozes ou semente de linhaça moída, a quantidade necessária de ômega 3 é insuficiente!

CONSUMA: 1 colher (sopa) de semente de linhaça ou 3 colheres (sopa) de abacate ou 1/2 xíc. (chá) de espinafre cozido ou 7 nozes.


As articulações estão enferrujadas?


VOCÊ PRECISA DE: cobre e manganês

Esses minerais impedem a deterioração do colágeno, fundamental para a flexibilidade das articulações. Quando o colágeno está em ordem, as dores não aparecem nessas regiões.

COMO DIAGNOSTICAR: se as dores são constantes, procure um médico para avaliar o caso. Com um exame de sangue é possível checar se os incômodos estão relacionados com o desgaste das articulações ou se há doença inflamatória.

CONSUMA: 2 col. (sopa) de chocolate em pó + 3 fatias médias de abacaxi + 2 nozes + 4 col. (sopa) de aveia + 1/2 xíc. (chá) de espinafre cozido + 1 col. (sopa) de linhaça + 1 noz + 50 g de chocolate amargo + 200 g de fígado.


A pressão arterial vive fora de controle?


VOCÊ PRECISA DE: potássio e cálcio

O maior problema da pressão alta é o sal em excesso na dieta diária, associado à baixa quantidade de potássio e cálcio. No organismo, quando a taxa de potássio não está adequada, o sódio em excesso entra nas células, provocando inchaço e aumento da pressão arterial. Já a deficiência de cálcio pode levar à maior pressão nas artérias, o que contribui para a hipertensão. O potássio e o cálcio também são importantes para regular os batimentos do coração. Vale lembrar que você deve dispensar o sal sempre que possível.

COMO DIAGNOSTICAR: qualquer mal-estar, como enjoo, fraqueza ou tontura, pode significar que a pressão arterial está alterada. Procure um cardiologista para orientá-la, se notar que os sintomas são recorrentes.

CONSUMA: 1 concha de lentilha + 1 copo de suco de laranja + 1 banana + 1/2 xíc. (chá) de amendoim + 100 g de sardinha assada + 1/2 xíc. (chá) de amêndoas + 1 copo de leite de soja + 2 fatias de queijo branco light.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Otimização da Perda de Peso e Extensão da Vida

Consuma menos calorias e viva mais, esta e outras descobertas da ciência não são tão divulgadas por contrariarem interesses econômicos de alguns grupos.


Muitas informações não chegam até nós por não ser conveniente financeiramente para alguns grupos.

O que aconteceria se revelações da ciência aumentasse a expectativa de vida da população? Será que os países conseguiriam pagar a aposentadoria para um grande número de pessoas com mais de 100 anos de idade?

É interessante para algum governo que você viva muito tempo? Será que existe a cura para muitas doenças e isso é simplesmente abafado por órgãos governamentais e também pela indústria farmacêutica?

O fato é que a natureza possui verdadeiros remédios que apesar de desconhecidos, agem a favor da vida. Diversos estudos já foram comprovados mas são pouco divulgados, por exemplo, pesquisas realizadas sobre o tratamento das doenças geradas pelo acúmulo de gorduras.

Podemos evitar a manifestações dessas doenças combatendo a acumulação de gordura através de vários mecanismos:

1.Otimizando a digestão e absorção da sacarose.
2.Aumentando o gasto energético de repouso.
3.Dificultando a absorção de gordura no intestino.
4.Modudalando a atividade da enzima alfa-amilase reduzindo assim, a absorção de carboidrato na corrente sanguínea.
5.Reduzindo a ação da enzima alfa-glicosidase, tornando mais lenta a absorção dos amidos e açúcares na corrente sanguínea.
6.Melhorando a sensibilidade da leptina, estimulando a lipólise(queima de gordura).
7.Promovendo níveis saudáveis de adiponectina para ajudar manter a sensibilidade à insulina.
8.Regulando a atividade da enzima glicerol-3-fosfato desidrogenase, reduzindo a quantidade de amidos ingeridos convertidos em triglicérides e armazenados como gordura.

Um estudo no "Journal of Science" concluiu que em primatas, uma dieta de restrição calórica pode retardar o início de várias doenças relacionadas a idade.

Mesmo sabendo dos benefícios da restrição calórica no que se refere a extensão da vida, é muito difícil deixar de usar um dos maiores culpados das doenças da população: o açúcar refinado.

Graças a alguns cientistas sérios que com muito amor estudam substâncias naturais, podemos hoje, sem usar qualquer remédio caro, viver mais, melhor e feliz.

Chá Verde

O extrato de chá verde tem a capacidade de inibir a quebra e absorção de gordura da dieta. Foi documentado os efeitos benéficos dos polifenóis do chá verde em uma experimentação clínica humana, onde ocorreu uma perda de peso média de 15 quilos e uma redução de 10% da circunferência da cintura em 90 dias, quando 300 mg / dia foi administrada e associada a uma dieta de baixa caloria. O grupo que usou placebo seguiu a mesma dieta de baixa caloria e perdeu apenas 5 quilos e 5% de medida na cintura. O "Phytosome" (chá verde), é o que foi usado nesse estudo.

Feijão natural (Phaseolus vulgaris)

O envelhecimento reduz a nossa capacidade de utilizar carboidratos (e gorduras). A medida que ficamos mais velhos, nossa corrente sanguínea se torna cronicamente inchada por causa da glicose e triglicerídeos, resultando um contraste direto com o perfil metabólico que tinhamos em nossa juventude. Pesquisas sugerem que a enzima alfa-amilase possui um papel indesejável ​​na digestão dos carboidratos e absorção de calorias do amido e açúcar. Já é notório que o extrato de feijão natural (Phaseolus vulgaris) regula a atividade da alfa-amilase.

Algas Marinhas

Outra enzima intestinal que permite a absorção de carboidratos é alfa-glicosidase. Existe um extrato de algas marinhas patenteado (InSea2 ™) que demonstrou a capacidade de ajudar a manter os níveis saudáveis ​​de alfa-glicosidase e alfa-amilase. Quando administrado em animais de laboratório, esse extrato de algas marinhas reduziu as elevações da glicose após as refeições (pós-prandial) em até 90% em comparação com animais não-suplementados.

Irvingia gabonensishas, Manga Africana

Jovens saudáveis ​​rapidamente convertem gorduras e açúcares ingeridos em energia. Com o envelhecimento, a nossa capacidade metabólica para utilizar eficientemente gorduras e açúcares na produção de energia diminui. Portanto, é fundamental que as pessoas utilizem um componente para reduzir a ação do açúcar antes de cada refeição.

As células de gordura (adipócitos) secretam um hormônio chamado leptina, que informa o nosso cérebro que nos alimentamos o suficiente. A leptina também pode facilitar a quebra de triglicerídeos armazenados em nossos adipócitos através do processo de lipólise. Muitos Indivíduos obesos ​​têm níveis sanguíneos surpreendentemente elevados de leptina, isso indica que suas células se tornaram resistentes à leptina.

O extrato de uma manga Africana chamado "Irvingia gabonensishas" demonstrou uma melhora na sensibilidade a leptina em pessoas com sobrepeso. Em um estudo publicado recentemente, a Irvingia demonstrou seus efeitos benéficos sobre os níveis de leptina no sangue, seguido de perda de peso e medida da cintura. Além disso, a manga africana demonstrou os seguintes efeitos benéficos sobre os principais aspectos do metabolismo:

a) O Glicerol-3-fosfato desidrogenase é uma enzima envolvida no complexo processo bioquímico que converte o amido ingerido e calorias do açúcar em gordura corporal armazenada. A irvingia reduz o impacto do amido e calorias do açúcar em gordura corporal.

b) Pesquisas em células de gordura sugerem que a irvingia possui propriedades de inibição da "alfa-amilase" (como o InSea2 ™ e o Phaseolus vulgaris), o que pode ajudar na redução da taxa de absorção de carboidratos a partir do intestino e uma redução do impacto calórico do amido e de alimentos açucarados.

c) Adiponectina é um hormônio ajuda a manter a sensibilidade à insulina nas membranas das células produtoras de energia. Quando as células de gordura aumentam seu tamanho, passam a produzir menos adiponectina, sendo assim, as pessoas com excesso de peso precisam regular os níveis ​​de adiponectina para manter a sensibilidade à insulina e a aptidão metabólica.

Conclusão

Há um suplemento no mercado chamado "Optimized Irvingia with Phase 3™ Calorie Control Complex", que é de fato uma abordagem inovadora para perda de peso e com um benefício adicional: ajuda a diminuir a absorção de alimentos ricos em amido ou açúcares, reduzindo o impacto calórico e significativamente o risco de mortalidade relacionada a idade.

A suplementação regular desse suplemento, ou qualquer outra formulação que contenha manga africana, pode ajudar a fornecer vários benefícios anti-envelhecimento, que ajudará o ser humano no futuro, viver mais e melhor.

É absolutamente óbvio que nenhum suplemento ou medicamento para perda de peso, aumento de massa muscular e extensão da vida, funcione como um milagre.

Qualquer suplemento deve ser tomado em conjunto com uma dieta saudável e um programa de exercícios de musculação em alta intensidade. Algumas pessoas ingerem tantas calorias em excesso que não importa o quanto sua taxa metabólica é aumentada, ou quanto ocorre em otimização dos níveis açúcar no sangue após as refeições.

Essa falta de disciplina irá resultar no excesso de calorias que serão armazenadas como forma de gordura. É praticamente impossível consumir calorias em excesso e esperar perder peso utilizando suplementos ou medicamentos.


 

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Tabela de índice glicêmico - O que comer antes, durante e depois dos treinos?



A tabela de índice glicêmico é um bom guia para que possamos decidir o que comer, pois lista os alimentos que contém carboidratos pela velocidade com a qual elevam a taxa de açúcar no sangue.

Antes da corrida, prefira alimentos com baixo ou moderado índice glicêmico (I.G.), pois eles alcançam a corrente sangüínea de forma lenta e contínua. Desta forma, provêem energia durante prolongado período de tempo. 

Depois do treino escolha alimentos com alto I.G., pois fornecerão a energia rápida que você precisará para a recuperar-se do esforço.


GI > 70: alto
GI 55-70: moderado
GI <55: baixo

GL < 10: baixo impacto
GL 11-19: médio impacto
GL > 20: alto impacto

FÓRMULA: GL=GI X (quantidade em gramas de CHO/ 100 g)/100
Alimento Quantidade (g) GI CHO(g) FIBRA(g) GL


Leguminosas
Soja cozida100g/1/2 xic.141271,6
Lentilha100g/ ½ xic.28193,75,3
Feijão90g/ ½ xic.27187,34,8
Feijão preto95g/1/2 xic.451575,7
Grão-de-bico95g/ ½ xic.421556,3
Ervilha fresca80g/1/2 xic.48522


Pães
Pão francês30g95150,414
Pão sem glúten35g/1 fatia79151,812
Pão de forma30g/ 1 fatia70150,410,5
Pão de centeio light50g/1 fatia68230,416
Pão preto50g/1 fatia76210,416
Pão sírio65g/ 1 fatia57380,422


Cereiais Matinais
All bran40g/1/2 xic.42226,59,2
Farinha de aveia245g/1 xic42241,610
Corn flakes30g/ 1 xic.84260,321,8


Bolachas
De água25g/ 5 unid.7818014
Cream cracker20g/4 unid711339,2


Bebidas
Leite de soja250ml/1 xic.311203,7
Suco de laranja250ml/1 xic.462119,7
Gatorade250ml/1 xic.7815011,7
Leite integral250ml/1 xic.271203
Leite desnatado250ml/1 xic.321304
Iogurte c/ frutas200g263008
Iogurte desnatado200g332608,5


Frutas
Ameixa100g/3-4un.peq3972,22,7
Pêssego110g/1 un. Grde4271,93
Kiwi80g5282,44
Laranja130g/1 un. méd44102,64,4
Melancia150g/ 1 xic.72815,7
Abacaxi125g/ 2 fatias66102,86,6
Maçã150g/1 un. méd.38183,56,8
Uva verde100g/ 1 xic.46152,46,9
Pêra150g/1 un. méd.38213,18
Manga150g/ 1 un. peq.5519210,4
Banana150g/ 1 un méd.55322,417,6
Uva passa40g/1/4 xic.64283,118


Cereais
Arroz integral150g/1 xic.5032116
Arroz branco cozido150g/1 xic.72360,226
Milho80g/ ½ xic..551538,5
Batata coz.120g/1 un. méd.87131,410


Geléias
S/ açúcar25g/1 c. de sopa5511<16
oC/ açúcar1 c. de sopa4817<18


Massas
Espaguetti integral coz.180g/1 xic.37483,517,75
Espaguetti coz.180g/ 1 xic.4156223
Nhoque145g/ 1 xic.6871148


Açúcares
Frutose10g251002,3
Mel10g581604,6
Lactose10g461004,6
Sacarose10g651006,5
Glicose10g10210010,2


Vegetais
Aspargos/ Brócolis1 xic.chá crua/ coz.~ 20~7~1,5~1,4
Couve de Bruchellas/
Repolho/ Couve-flor
Pepino/ Salsão/Berinjela/
Cogumelo
Tomate/Abobrinha/
Espinafre/Couve
Alface
2 xic. cru~ 20~7~1,5~1,4
Cenoura crua80g/ ½ xic.1661,516
Beterraba60g/2-3 fatias64513