quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Otimização da Perda de Peso e Extensão da Vida

Consuma menos calorias e viva mais, esta e outras descobertas da ciência não são tão divulgadas por contrariarem interesses econômicos de alguns grupos.


Muitas informações não chegam até nós por não ser conveniente financeiramente para alguns grupos.

O que aconteceria se revelações da ciência aumentasse a expectativa de vida da população? Será que os países conseguiriam pagar a aposentadoria para um grande número de pessoas com mais de 100 anos de idade?

É interessante para algum governo que você viva muito tempo? Será que existe a cura para muitas doenças e isso é simplesmente abafado por órgãos governamentais e também pela indústria farmacêutica?

O fato é que a natureza possui verdadeiros remédios que apesar de desconhecidos, agem a favor da vida. Diversos estudos já foram comprovados mas são pouco divulgados, por exemplo, pesquisas realizadas sobre o tratamento das doenças geradas pelo acúmulo de gorduras.

Podemos evitar a manifestações dessas doenças combatendo a acumulação de gordura através de vários mecanismos:

1.Otimizando a digestão e absorção da sacarose.
2.Aumentando o gasto energético de repouso.
3.Dificultando a absorção de gordura no intestino.
4.Modudalando a atividade da enzima alfa-amilase reduzindo assim, a absorção de carboidrato na corrente sanguínea.
5.Reduzindo a ação da enzima alfa-glicosidase, tornando mais lenta a absorção dos amidos e açúcares na corrente sanguínea.
6.Melhorando a sensibilidade da leptina, estimulando a lipólise(queima de gordura).
7.Promovendo níveis saudáveis de adiponectina para ajudar manter a sensibilidade à insulina.
8.Regulando a atividade da enzima glicerol-3-fosfato desidrogenase, reduzindo a quantidade de amidos ingeridos convertidos em triglicérides e armazenados como gordura.

Um estudo no "Journal of Science" concluiu que em primatas, uma dieta de restrição calórica pode retardar o início de várias doenças relacionadas a idade.

Mesmo sabendo dos benefícios da restrição calórica no que se refere a extensão da vida, é muito difícil deixar de usar um dos maiores culpados das doenças da população: o açúcar refinado.

Graças a alguns cientistas sérios que com muito amor estudam substâncias naturais, podemos hoje, sem usar qualquer remédio caro, viver mais, melhor e feliz.

Chá Verde

O extrato de chá verde tem a capacidade de inibir a quebra e absorção de gordura da dieta. Foi documentado os efeitos benéficos dos polifenóis do chá verde em uma experimentação clínica humana, onde ocorreu uma perda de peso média de 15 quilos e uma redução de 10% da circunferência da cintura em 90 dias, quando 300 mg / dia foi administrada e associada a uma dieta de baixa caloria. O grupo que usou placebo seguiu a mesma dieta de baixa caloria e perdeu apenas 5 quilos e 5% de medida na cintura. O "Phytosome" (chá verde), é o que foi usado nesse estudo.

Feijão natural (Phaseolus vulgaris)

O envelhecimento reduz a nossa capacidade de utilizar carboidratos (e gorduras). A medida que ficamos mais velhos, nossa corrente sanguínea se torna cronicamente inchada por causa da glicose e triglicerídeos, resultando um contraste direto com o perfil metabólico que tinhamos em nossa juventude. Pesquisas sugerem que a enzima alfa-amilase possui um papel indesejável ​​na digestão dos carboidratos e absorção de calorias do amido e açúcar. Já é notório que o extrato de feijão natural (Phaseolus vulgaris) regula a atividade da alfa-amilase.

Algas Marinhas

Outra enzima intestinal que permite a absorção de carboidratos é alfa-glicosidase. Existe um extrato de algas marinhas patenteado (InSea2 ™) que demonstrou a capacidade de ajudar a manter os níveis saudáveis ​​de alfa-glicosidase e alfa-amilase. Quando administrado em animais de laboratório, esse extrato de algas marinhas reduziu as elevações da glicose após as refeições (pós-prandial) em até 90% em comparação com animais não-suplementados.

Irvingia gabonensishas, Manga Africana

Jovens saudáveis ​​rapidamente convertem gorduras e açúcares ingeridos em energia. Com o envelhecimento, a nossa capacidade metabólica para utilizar eficientemente gorduras e açúcares na produção de energia diminui. Portanto, é fundamental que as pessoas utilizem um componente para reduzir a ação do açúcar antes de cada refeição.

As células de gordura (adipócitos) secretam um hormônio chamado leptina, que informa o nosso cérebro que nos alimentamos o suficiente. A leptina também pode facilitar a quebra de triglicerídeos armazenados em nossos adipócitos através do processo de lipólise. Muitos Indivíduos obesos ​​têm níveis sanguíneos surpreendentemente elevados de leptina, isso indica que suas células se tornaram resistentes à leptina.

O extrato de uma manga Africana chamado "Irvingia gabonensishas" demonstrou uma melhora na sensibilidade a leptina em pessoas com sobrepeso. Em um estudo publicado recentemente, a Irvingia demonstrou seus efeitos benéficos sobre os níveis de leptina no sangue, seguido de perda de peso e medida da cintura. Além disso, a manga africana demonstrou os seguintes efeitos benéficos sobre os principais aspectos do metabolismo:

a) O Glicerol-3-fosfato desidrogenase é uma enzima envolvida no complexo processo bioquímico que converte o amido ingerido e calorias do açúcar em gordura corporal armazenada. A irvingia reduz o impacto do amido e calorias do açúcar em gordura corporal.

b) Pesquisas em células de gordura sugerem que a irvingia possui propriedades de inibição da "alfa-amilase" (como o InSea2 ™ e o Phaseolus vulgaris), o que pode ajudar na redução da taxa de absorção de carboidratos a partir do intestino e uma redução do impacto calórico do amido e de alimentos açucarados.

c) Adiponectina é um hormônio ajuda a manter a sensibilidade à insulina nas membranas das células produtoras de energia. Quando as células de gordura aumentam seu tamanho, passam a produzir menos adiponectina, sendo assim, as pessoas com excesso de peso precisam regular os níveis ​​de adiponectina para manter a sensibilidade à insulina e a aptidão metabólica.

Conclusão

Há um suplemento no mercado chamado "Optimized Irvingia with Phase 3™ Calorie Control Complex", que é de fato uma abordagem inovadora para perda de peso e com um benefício adicional: ajuda a diminuir a absorção de alimentos ricos em amido ou açúcares, reduzindo o impacto calórico e significativamente o risco de mortalidade relacionada a idade.

A suplementação regular desse suplemento, ou qualquer outra formulação que contenha manga africana, pode ajudar a fornecer vários benefícios anti-envelhecimento, que ajudará o ser humano no futuro, viver mais e melhor.

É absolutamente óbvio que nenhum suplemento ou medicamento para perda de peso, aumento de massa muscular e extensão da vida, funcione como um milagre.

Qualquer suplemento deve ser tomado em conjunto com uma dieta saudável e um programa de exercícios de musculação em alta intensidade. Algumas pessoas ingerem tantas calorias em excesso que não importa o quanto sua taxa metabólica é aumentada, ou quanto ocorre em otimização dos níveis açúcar no sangue após as refeições.

Essa falta de disciplina irá resultar no excesso de calorias que serão armazenadas como forma de gordura. É praticamente impossível consumir calorias em excesso e esperar perder peso utilizando suplementos ou medicamentos.