terça-feira, 28 de abril de 2015

O sol da estrada


Istock
Istock
Eu sei, você já tem muito com o que se preocupar no trânsito: motorista da frente lendo SMS, motos passando do seu lado, GPS falando sem parar. Maaaas, vou colocar mais um item para você prestar atenção enquanto dirige: o sol. Sim, porque você vive pegando sol dentro do carro através das janelas e do teto solar.
Que tipo de raios invadem o seu carro?
O sol nos atinge com dois tipos de raios ultravioleta: UVA e UVB. Cada um deles tem suas características próprias, mas ambos têm em comum o fato de provocar envelhecimento e danos à pele a longo prazo.
Será que o Sol que entra é bom para a produção de Vitamina D?
Normalmente o vidro da frente, chamado vidro laminado, bloqueia tanto UVA como UVB. Mas os vidros das janelas laterais e traseiras, chamados vidros temperados, deixam passar UVA e bloqueiam UVB. E aqui vale uma observação: se você acha que o solzinho que entra pelo vidro do carro está ajudando na produção de vitamina D (que é importante para o corpo), enganou-se. Porque são os raios UVB os responsáveis por essa síntese, bem aqueles que ficaram bloqueados por todos os vidros.
Como se proteger?
Para quem não dirige muito, o sol no carro não afeta tanto a pele. Mas vários estudos indicam que o dano causado pelos raios UV à pele é mais extenso no lado do corpo mais perto da janela do carro, principalmente em motoristas de caminhão ou em quem costuma fazer trajetos longos.
O que fazer então? Existem várias maneiras de se proteger dos raios UV no carro.
Uma delas é aplicar filtro solar com FPS de 30 ou mais no rosto, pescoço, braços e mãos. Roupas protetoras, como camisas de manga comprida, calças compridas, óculos de sol anti-UV também fazem parte importante dessa proteção solar. Até luva para dirigir existe e eu acho ótima ideia usá-la (mas sei que essa última opção é a mais difícil de convencer).
Outra opção é instalar nos vidros laterais e traseiro películas com protetor anti-UV. Algumas películas de boa qualidade bloqueiam quase 100% dos raios UV, são totalmente transparentes e podem ser escuras (dentro das normas de segurança) ou incolores.
Agora que você já sabe como se proteger do sol na estrada, boa viagem e bom carnaval. Pena só que não tenho dicas de como evitar o trânsito.
Por Lucia Mandel
Fonte: http://veja.abril.com.br/blog/estetica-saude/